Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Visitamos a padaria de 8 milhões de reais

Colada ao Hospital Albert Einstein, na Avenida Sumaré, a nova filial da padaria Lareira, que tem matriz no Limão, chama a atenção de quem passa de carro ou caminha naquele pedaço de Perdizes. Ocupa um prédio gigantão e vistoso, tinindo de novo e erguido por um dos escritórios de arquitetura mais famosos da cidade. + A […]

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 26 Feb 2017, 11h10 - Publicado em 16 Jul 2016, 16h22
Pães de fermentação natural: parte dos produtos da Lareira

Pães de fermentação natural: parte dos produtos da Lareira

Colada ao Hospital Albert Einstein, na Avenida Sumaré, a nova filial da padaria Lareira, que tem matriz no Limão, chama a atenção de quem passa de carro ou caminha naquele pedaço de Perdizes. Ocupa um prédio gigantão e vistoso, tinindo de novo e erguido por um dos escritórios de arquitetura mais famosos da cidade.

+ A padaria de 8 milhões de reais

Por dentro, a Lareira é simples, não muito diferente das muitas padarias que você viu por aí. Ou seja, sem ostentação. Na primeira vez que a visitei, na tarde do domingo passado (10), os atendentes ainda estavam confusos, bem confusos. Pedi uma coxinha e uma torta de palmito. Ambas tinham gosto que lembrava o daquele tipo de salgado feito com caldo de cubinhos. Não cheguei ao final de nenhuma delas.

Continua após a publicidade
O grande salão: ambiente simples

O grande salão: ambiente simples

Bonitões na vitrine, os doces feitos sob a orientação de um confeiteiro francês agradaram mais no visual do que na boca. O financier de pistache estava consistente demais, assim como a massa da torta de frutas vermelhas frescas.

Pão de linhaça: servido na chapa para acompanhar o café

Pão de linhaça: também servido na chapa para acompanhar o café

Quando passei pelo setor de pães, as balconistas não sabiam informar quais eram os de fermentação natural, a grande novidade prometida pela Lareira. Ou seja, o serviço ainda precisa de muita afinação. Arrisquei e levei para casa um pão multigrãos, que estava muito bom. Outra boa pedida é o de mandioca.

Continua após a publicidade
Tortinha de frutas vermelhas: massa dura com amora, framboesa e mirtilo fresquinhos

Tortinha de frutas vermelhas: massa dura com amora, framboesa e mirtilo fresquinhos

Retornei à Lareira ontem pela manhã (15). Se ainda não está nos trinques, o serviço já melhorou. O jovem garçom que me recebeu mostrou quais eram os pães de fermentação natural e sugeriu que os provasse na chapa — só esqueceu de mandar o cream cheese que ele mesmo havia indicado. Fiquei com o de linhaça, fresquinho e crocante. Também estava bem tirado o expresso que acompanhou a pedida. Melhores ainda eram os sucos de abacaxi espesso e de laranja com beterraba, de cor sanguínea.

+ Saiba como será a Padaria da Esquina

Embora tenha nascido para ser 24 horas como está inclusive escrito nos seus saquinhos de pão, a Lareira por enquanto funciona das 6h à 0h, frustrando alguns notívagos, que foram até lá e deram com a cara na porta como estão nos comentários do meu post anterior sobre a Lareira.

Continua após a publicidade

+ A nova padaria de Rogério Shimura

Ainda serão necessários ajustes nos produtos e no atendimento para que a Lareira venha ser mais do que uma referência na paisagem de Perdizes.

A conferir.

Caderno de receitas:
+ Tiramisu original. É  bico!
+ Cheesecake de Nutella, do Gardênia
+ Bolo brigadeiro sem leite condensado, Monte Líbano
+ Bolo brigadeiro passo a passo
+ Petit gâteau, do chef Erick Jacquin

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível saber as novidades pelo Twitter e pelo Instagram.

Publicidade