Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Semana da Cozinha Regional Italiana tem início com degustação delivery

Temporariamente adiado, o evento presencial, mais conhecido pelo nome Settimana della Cucina Regionale Italiana, apresenta versão para saborear em casa

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 24 nov 2020, 09h53 - Publicado em 24 nov 2020, 08h40

Pelo nono ano consecutivo e como anunciado pelo Consulado Geral da Itália em São Paulo em VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER, estava tudo pronto para o início da Settimana della Cucina Regionale Italiana, programada entre 23 e 29 de novembro. Pela primeira vez, não se receberia na capital paulista uma comitiva de chefs do país mediterrâneo, mas os cozinheiros enviariam receitas que poderiam ser saboreadas presencialmente em vinte restaurantes da cidade. O avanço da Covid-19 fez o consulado repensar a estratégia e adiar temporariamente o festival, ainda sem data definida.

Os fãs das novidades da gastronomia italiana, porém, não ficarão na mão. A partir desta terça (24), os participantes vão preparar o assaggio, ou uma pequena degustação de pratos incluídos nos menus regionais e que poderão ser saboreados em casa.

A cada semana, dois restaurantes elaboram uma receita extraída de um dos menus originais com o melhor de duas regiões da Itália. Assim, as áreas escolhidas do país peninsular podem ser saboreadas pouco a pouco. Além dos pratos, também dá para encomendar vinhos da região em destaque na degustação.

A estreia traz um par de casas em pontos diferentes da cidade, o Zena Caffè,nos Jardins, que se encarrega de ser o cartão de visitas da Puglia, e o Sensi Gastronomia, no Campo Belo, responsável por uma especialidade da Toscana.

No Zena Caffè, há a focaccia barese, que leva azeitona, tomate-cereja, azeite, orégano e sal grosso. Esse antepasto, ou entrada, custa R$ 27,00, além da taxa de entrega. O tinto recomendado é o Itinera Primitivo IGT 2017 (R$ 138,00).

Simultaneamente, o Sensi manda em casa o fagottino di pappa al pomodoro su fonduta di pecorino, um primeiro prato, ou primo piatto como dizem os italianos. Trata-se de uma massa fresca recheada de creme de tomate ao molho de queijo pecorino por R$ 58,00 (fora a taxa de entrega). A sugestão de vinho é o Nobilduca Chianti DOCG 2019 (R$ 127,60).

Focaccia barese: pedida do Zena Caffé Divulgação/Divulgação

De 30 de novembro e 6 de dezembro, entra em cartaz uma sugestão da Calábria e outra da Úmbria. São responsáveis pela execução a Casa Santo Antônio e a Maremonti Trattoria & Pizza. Para deixar todo mundo com água na boca, adianto as pedidas aqui: lasagne alla calabrese (massa fresca larga com minialmôndegas e linguiça ao molho de tomate) e porchetta e cipolle rosse caramellate (carne de porco laminada com especiarias, salada de folhas e tomatinho com cebola-roxa caramelada), respectivamente.

Além de promover a culinária da Bota em São Paulo, uma das cidades mais italianas do mundo, o Consulado Geral da Itália também investe no cuidado com pessoas em situação de vulnerabilidade social. Está programado para esta quinta (26), a partir das 17h30, um jantar solidário para 700 pessoas atendidas pelo Arsenal da Esperança, que funciona junto ao Museu da Imigração do Estado de São Paulo, no Brás.

Cabe ao chef italiano Antonio Maiolica comandar a preparação de uma refeição típica italiana, oferecida às pessoas atentidas pela instituição com 24 anos de história. Compõe-se de mozzarella in carrozza (antepasto de queijo empanado), pasta al ragù (penne ao ragu à bolonhesa, o primo piatto), lombata di maiale con verdure (carne de porco com verduras, o secondo piatto ) e, de sobremesa, tiramisu.

Continua após a publicidade

“Mesmo com esta virada de última hora, que nos levou até os assaggi, não quis abrir mão de ter um momento presencial no Arsenal da Esperança“, diz o cônsul geral da Itália Filippo La Rosa. “Fiz questão que as pessoas atendidas pela hospedaria do Brás pudessem, por uma noite, provar os mesmos sabores que o público encontra nos restaurantes e conhecer um pouco mais da cozinha italiana.” Lembrando que a refeição será servida no mesmo espaço que acolheu os primeiros imigrantes italianos em sua chegada a São Paulo.

La Rosa: “Fiz questão que as pessoas atendidas pela hospedaria do Brás pudessem, por uma noite, provar os mesmos sabores que o público encontra nos restaurantes e conhecer um pouco mais da cozinha italiana.” Divulgação/Divulgação

Sobre a Settimana della Cucina Regionale Italiana, o consulado ainda alerta que “a prorrogação será mantida até que existam condições mais propícias para esse festival gastronômico cumprir uma de suas grandes missões: celebrar, efusivamente, a variedade e a riqueza da cozinha italiana”.

Conheça os vinte restaurantes participantes e as respectivas regiões da Itália representadas por eles:

Attimo Per Quattro (Abruzzo)
Casa Santo Antônio (Calábria)
Due Cuochi Cucina (Valle d’Aosta)
Luce Trattoria (Emilia-Romagna)
Maremonti Trattoria & Pizza (Úmbria)
Picchi (Molise)
Piselli (Piemonte)
Ristorantino (Basilicata)
Santo Colomba (Ligúria)
Sensi Gastronomia (Toscana)
Spadaccino (Marche)
Sughetto (Lazio)
Supra di Mauro Maia (Sardenha)
Terraço Itália (Lombardia)
Trattoria (Veneto)
Tre Bicchieri (Trentino-Alto Adige)
Vicoboim (Friuli-Venezia Giulia)
Vinarium Antica Trattoria (Campania)
Vinheria Percussi (Sicilia)
Zena Caffè (Puglia)

Assine a Vejinha a partir de 5,90 mensais

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:

Facebook: Arnaldo Lorençato

Instagram: @alorencato

Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas: + Fettuccine alfredo como se faz em Roma

Continua após a publicidade
Publicidade