Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Restaurante tailandês Namga e delivery Tele-Thai fecham definitivamente

Dono dos dois estabelecimentos, o chef e empresário Roni Kormis promove a queima de todo o acervo na casa de Perdizes

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 3 Maio 2020, 12h38 - Publicado em 3 Maio 2020, 12h14

Mais uma daquelas notícias tristes para quem ama a gastronomia. Nas estatísticas negativas que não param de crescer, um dos únicos restaurantes da cidade a dedicar-se à culinária tailandesa, o mais antigo entre os que existiam na capital, fecha suas portas definitivamente. O Namga, assim como o Tele-Thai, sistema de delivery que antecedeu o restaurante e funcionava no mesmo espaço, acaba de encerrar as atividades.

O chef e empresário Roni Kormis entrou em contato comigo para avisar. A preocupação do cozinheiro deve-se ao fato de o Namga ser um restaurante de qualidade, avaliado com três estrelas por VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER, o que equivale a bom. “Você sempre nos ajudou e sempre foi muito coerente com suas críticas, gostaria de agradecer imensamente por tudo que fez por nós, muito obrigado”, escreveu inbox numa rede social.

Abre Restaurantes - Namga - 2244 - 2
O agradável e outrora concorrido salão: fim de um ciclo Fernando Moraes/Veja SP

Vai deixar um vazio. Lembro-me quando estive no Tele-Thai pela primeira vez. Descobri o microrrestaurante que funcionava desde 2008 numa daquelas ladeiras de Perdizes apenas para entregas – sim, um dos precursores das dark kitchens ficava no 1442 da Rua Caiubi. A pedido dos clientes assíduos que vinham retirar a comida, Kormis colocou um par de mesas na calçada. Estava lançado o embrião para o restaurante, aberto em 2011 (leia a crítica que publiquei na época da abertura clicando aqui).

A decisão de pôr um ponto final ao charmoso Namga veio de problemas que estavam rolando desde o ano passado. “Em agosto, começou a subir um prédio aqui do lado. Como resultado, racharam os pisos, paredes e abalou um pouco a estrutura da casa. Recebemos a promessa de que iriam consertar mas enrolaram até dezembro”, conta. Kormis afirma que por conta do estado lastimável do imóvel, decidiu não realizar os tradicionais festivais promovidos em outubro e novembro, nem mesmo confraternizações em dezembro. “A casa estava muito feia. Obviamente, o faturamento caiu esses meses”, explica.

Quando finalmente, veio a decisão de fazer o reparo, já era dezembro. “A obra prevista para durar seis dias se estendeu por mais de um mês. Entregaram tudo errado. Com despesas como férias e 13° salário dos funcionários somadas a falta de faturamento por mais de um mês, mais a chegada do coronavírus, não deu pra segurar”, lamenta-se. Garante também que durante a reforma, a construtora não ressarciu um centavo pelo tempo parado.

Continua após a publicidade
Cestos de palha usado como suporte para arroz (8 reais a unidade ou 60 reais combo com 10) 8 reais a unidade ou 60 reais combo com 108 reais a unidade ou 60 reais combo com 10e colher típica de inox (5 reais a unidade ou 50 reais caixa com 12): no saldão Divulgação/Divulgação

Agora, Kormis pôs no ar o site Desapegando do Tele-Thai – Restaurante Vende Tudo (https://telethai.wixsite.com/desapegandothai). Está listado com fotos todo o acervo do restaurante, dividido em alimentos, ar-condicionado, bar, combos, decoração, equipamentos de cozinha, escritório, móveis, utensílios e vinhos. As consultas podem ser feitas pelo site, mas para poder efetuar as compras é preciso ir ao restaurante na Rua Apiacás, 92, Perdizes. “A efetivação da vendas, em dinheiro ou depósito bancário, tem de ser presencial para que o interessado possa checar o produto”, diz. “As visitas são feitas com horário marcado e, para que sejam feitas com segurança, entram só duas pessoas por vez desde que estejam usando máscara”. As vendas devem prosseguir até o fim de todos os itens.

Namga
Pad thai: talharim de arroz com camarão e vegetai, que vai deixar saudade Fernando Moraes/Veja SP

Ficarão na saudade receitas cheias de pimenta e inspiração como o pad thai (macarrão de arroz com camarão, vegetais, amendoim, ovo, limão, pimenta e tofu ao molho agridoce de tamarindo), o mix de pimentões, cogumelo shiitake e cenoura ao molho de ostra com cubos de filé-mignon, a salada de pato desfiado, lichia e folhas variadas, a lula recheada de lombo de porco ao curry salpicada de castanha-de-caju servida com arroz de jasmim, o kai satay (espetinhos de frango marinado no leite de coco ao molho de amendoim) e os ótimos tót man pla (bolinhos de peixe discretamente apimentados ao curry, manjericão e limão kaffir). E, na sobremesa, o bolo de banana na companhia de um delicioso sorvete de arroz negro.

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato
Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma

Continua após a publicidade
Publicidade