Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Pirajá no MorumbiShopping

Botequeiros, vem aí mais um point para birita e rango. O Pirajá ganha outro posto na terça, dia 18. Desta vez, dentro de um shopping. Na guerra dos centros de compra da capital para atrair casas de sucesso das ruas da cidade, o Morumbi fatura mais uma. É lá que será inaugurada a primeira filial […]

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 26 fev 2017, 22h30 - Publicado em 15 mar 2014, 14h39
Piraja capirinhas

Caipirinhas com frutas variadas: especialidades do bar (Fotos: Regis Pina)

Botequeiros, vem aí mais um point para birita e rango. O Pirajá ganha outro posto na terça, dia 18. Desta vez, dentro de um shopping. Na guerra dos centros de compra da capital para atrair casas de sucesso das ruas da cidade, o Morumbi fatura mais uma. É lá que será inaugurada a primeira filial paulistana do Pirajá. Sem festa ou outra firula comemorativa, a abertura está marcada para a terça, dia 18. É abrir as portas e pronto. Basta chegar.

+ Quer saber onde almoçar ou jantar? Veja a lista de restaurantes selecionados

+ Para bancar o chef: as receitas de VEJA SÃO PAULO

Um dos sócios da Companhia Tradicional de Comércio (CiaTC — leia-se Original, Astor, Bráz e Lanchonete da Cidade, entre outras marcas), Ricardo Garrido conta que o novo Pirajá tem área de 400 metros quadrados, onde antes ficavam lojas de roupas. Nesse espaço, serão distribuídos 140 lugares como você vê nas fotos inéditas deste post. Não estive no local, mas parece que o salão ficou bacanudo.

O balcão com as chopeiras: mesmo modelo da matriz de Pinheiros

O balcão com as chopeiras: mesmo modelo da matriz de Pinheiros

Mas esqueça a boemia. O funcionamento será como o de um restaurante durante a semana, das 12h às 15h e das 18h às 23h. Prevendo uma maior procura de público aos sábados e domingos, permanecerá com as portas abertas sem intervalo.

Seleção de cachaças: 32 dos rótulos são fluminenses e novidade no boteco carioca

Seleção de cachaças: 32 dos rótulos são fluminenses

Mas vamos ao que interessa: as cartas de bebida e comida. Garrido adianta que os menus das duas casas não serão exatamente idênticos (você confere no fim do post). “O Pirajá do Morumbi Shopping relançará alguns pratos que fizeram sucesso ao longo da história do bar e serão servidos com exclusividade por lá. No cardápio, há a seção Nossos Petiscos Históricos que traz quatro receitas dessas: camarão no bafo, rãs à mano rubens, cabrito à passarinho e joelho à garibaldi”, diz.

Continua após a publicidade
Camarão no bafo: um dos pratos exclusivos da nova unidade

Camarão no bafo: um dos pratos exclusivos da nova unidade

Outro prato que deve fazer sucesso é o cabrito à nova capela, criado em homenagem a um dos mais boêmios bares cariocas, o Nova Capela, na Lapa. Na receita, é feito à passarinho e servido com arroz de brócolis e batata chip. De olho nas preferências da clientela que bate ponto em shoppings, o menu ganha o hambúrguer inédito o piraburguer, composto por um hambúrguer de 180 gramas grelhado com queijo palmira, tomate e chips de jiló. Vem ainda com uma porção extra de batata chip. Lembrando: ainda não provei essas sugestões.

Cabrito à nova capela: inspirado no famoso prato servido no botequim do bairro carioca da Lapa, um reduto de boemia

Cabrito à nova capela: inspirado no famoso prato servido no botequim do bairro carioca da Lapa, um reduto de boemia

Não faltará o chope Brahma que fez a fama de casas do grupo, como o Original, nem as cobiçadas caipirinhas de frutas. Outro dos capos do CiaTC, Edgard Bueno da Costa contabiliza o número de rótulos de cachaça. São dezenove novas caninhas cariocas. Além disso, há treze opções de água que passarinho não bebe vindas de outros Estados. Entre os exemplos, Costa indica “a Petisco da Vila Prata,  do tradicional boteco homônimo da zona norte do Rio”. E lembra que a marvada com o nome Pirajá  é produzida em Parati.

Detalhe do novo salão: inspiração carioca

Detalhe do novo salão: inspiração carioca

Quanto custou o novo Pirajá? A CiaTC não divulga o investimento para abrir a unidade.

A conferir.

Conheça os cardápios de almoço e de jantar, mais a cartas de bebidas com preços.

Em tempo: além do Pirajá, conheça as novas aquisições do MorumbiShopping desde o fim do ano passado foram o francês Le Vin Bistrot, o italiano Zucco e o árabe Saj.

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade