Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Os cannoli: doce-símbolo da Sicília

Era um docinho quase esquecido na cidade o cannolo, no singular, e os cannoli, no plural. Típico da Sicília, voltou a fazer sucesso depois que o doceiro Alexandre Leggieri passou a fazer a gostosura e vender em restaurantes como o Zena Caffè, do chef Carlos Bertolazzi, aquele do Hell’s Kitchen e do B.B.Q. Brasil, ambos […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 26 fev 2017, 13h19 - Publicado em 15 abr 2016, 20h04
O doce com recheio clássico de ricota ao lado do de Nutella (Foto: Arnaldo Lorençato)

Os tubos em várias versões, de Alexandre Leggieri (Foto: Arnaldo Lorençato)

Era um docinho quase esquecido na cidade o cannolo, no singular, e os cannoli, no plural. Típico da Sicília, voltou a fazer sucesso depois que o doceiro Alexandre Leggieri passou a fazer a gostosura e vender em restaurantes como o Zena Caffè, do chef Carlos Bertolazzi, aquele do Hell’s Kitchen e do B.B.Q. Brasil, ambos no SBT. O mais curioso é que descendente de sicilianos o Leggeri é. Sua família é de Salerno, também no sul e pertinho da ilha maravilha.

+ Cannoli sobre rodas

Depois de muito rodar, Leggeri acabou encontrando um lugar na praça Dom Orioni, no coração do Bixiga, um dos bairros mais italianos da cidade (me perdoe o pessoal do Brás, Mooca…). Num carrinho do tipo pipoqueiro, ele vende o canudo frito e recheado a 5 reais. Prefiro a versão clássica de ricota, frutas cristalizadas e pedacinhos de chocolate. Os cannoli são tão bons que apareceram até no programa Tempero de Família, apresentado pelo Rodrigo Hilbert, no GNT.

+ Minha avaliação dos restaurantes dos MasterJurados

É um pouquinho mais caro que do seu Antônio, aquele que vende no Juventus nos sabores baunilha e de chocolate. Sai a 4 reais e só tem em dias de jogos. Seu Antônio também tem um ponto fixo na Rua Manilha, em frente ao Atacadão Assaí. Sorte de quem mora no Carrão.

+ Dois novos restaurantes de Salvatore Loi, um deles com Paulo Barros

Selecionei cinco restaurantes em que a gostosura vale cada grama de glicose que deixa na nossa cintura:

Cannoli_Eataly

No Eataly: por 12 reais (Foto: Divulgação)

Continua após a publicidade

1. Direto da Itália, vem o doce oferecido no Eataly. São produzidos pela Pasticceria Venchi, uma das muitas lojinhas do shopping gastronômico. A versão recheada na hora é de ricota com chocolate e laranja cristalizada. Custa 12 reais.

2.  No La Frontera o tubo é fininho e de chocolate. No interior, vai ricota, laranja cristalizada e raspas de limão-siciliano. É para mergulhar em creme de chocolate e sai a 17 reais.

Cannoli_taormina

Cannoli do Taormina: R$ 7,50 cada (Foto: Arnaldo Lorençato)

3. Embaixada culinária da Sicília na cidade, o Taormina é comandado por dona Helena Morici. Lá o doce é um item obrigatório da refeição completa do restaurante. Mas se você estiver somente a fim da guloseima, passe por lá para prova-la. Sai da cozinha com ricota de ovelha, frutas cristalizadas e raspas de laranja (7,50 reais).

Cannoli_Tappo Trattoria

Na Tappo Trattoria, paga-se 21 reais pelo par (Foto: Reprodução)

4. Na casa do chef Benny Novak, aquele mesmo no Ici Bistrô e do Ici Brasserie, a Tappo Trattoria manda bem no cannolo recheado de ricota com pedaços de chocolate ou pistache. Tira da sua carteira 21 reais por um par. É para dividir com a namorada ou namorado.

5. Depois de ajudar a popularizar os cannoli do Alexandre Leggieri, Carlos Bertolazzi passou a fazer os doces vendidos no Zena Caffè. É a pedida clássica com creme de ricota, frutas cristalizadas, lascas de chocolate e pistache, a 20 reais.

Caderno de receitas:
+ Espaguete cacio e pepe, do chef Carlos Bertolazzi
+ Nhoque de mandioca com rabada, do Zena Caffè
+ Il vero fettuccine Alfredo di Roma

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível saber as novidades pelo Twitter.

Continua após a publicidade
Publicidade