Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Neto é o restaurante do novo Hotel Four Seasons; veja a minha crítica

As receitas criadas pelo chef Paolo Lavezzini (ex-Fasano Al Mare) mesclam referências italianas e brasileiras

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 5 dez 2019, 17h44 - Publicado em 22 mar 2019, 06h00

Um dos nomes mais cintilantes do serviço de hotelaria internacional, a bandeira canadense Four Seasons aterrissou pela primeira vez em terras brasileiras, mais precisamente em São Paulo, em outubro do ano passado.

Como é tradição no caso dessa grife de luxo, além da hospedagem, os restaurantes são outro chamariz e atraem levas de interessados na boa mesa.

Stracotto de leitão: carne desfiada e mergulhada em molho adocicado Ligia Skowronski/Veja SP

Para montar o cardápio do Neto, no interior do representante paulistano, foi convidado ninguém menos que o chef italiano Paolo Lavezzini, egresso do Fasano Al Mare, no Rio de Janeiro, onde trabalhou por seis anos.

Em vez de dedicar-se à culinária italiana, o chef faz uma mistura de Itália e Brasil. Foi justamente aí que encontrei alguns problemas nas visitas que fiz. O menu híbrido é uma colagem de boas ideias que, quase sempre, esbarram na execução.

Lula ao forno: servida sobre farinhad’água e coberta por folhas variadas Ligia Skowronski/Veja SP

Um exemplo de descompasso é o tagliolini de feijão-preto com couve e bottarga (R$ 70,00), que seria um bem sacado tributo a Minas Gerais, não fosse a massa mole e quebradiça num compilado de sabores intensos que brigam entre si.

Também não encanta o stracotto de leitão (R$ 90,00), feito com a carne desfiada e mergulhada num molho adocicado na companhia de um delicioso feijão-branco com tomate mais torresmos e cubos de banana, fruta que sobra no prato.

Prejereba no prato: coberta por caules de brócolis com uma ricota vegana de amêndoa e alho negro Ligia Skowronski/Veja SP

Embora com uma apresentação pouco sedutora, a prejereba, peixe do mar, coberta por caules de brócolis com uma ricota vegana de amêndoa e alho negro (R$ 90,00) conserva toda a delicadeza do peixe.

Outro ponto positivo também vem do mar. É a saborosa lula ao forno, de ótima textura, sobre farinha-d’água e coberta por folhas variadas (R$ 50,00).

Continua após a publicidade

Tagliata de melancia: a fruta é envolta em carvão de ervas e servida com cogumelo, batata-doce roxa, batata yacon e mandioquinha Ligia Skowronski/Veja SP

Surpreende uma entrada bem executada, a tagliata de melancia marinada, de cor vermelha intensa, envolta em carvão de ervas com cogumelo mais o complemento de batata-doce roxa, batata yacon e mandioquinha (R$ 40,00).

Clique para conferir o cardápio:

Cardápio Divulgação/Divulgação

 

 

 

 

 

 

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha.

Continua após a publicidade

Publicidade