Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 27 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações de estabelecimentos. Além das atividades na Vejinha, leciona na Universidade Mackenzie

Moema tem nova casa de comida amazônica

Endereço oferece três cardápios com receitas típicas revisadas

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 12 Nov 2019, 14h39 - Publicado em 8 Nov 2019, 20h48

Desde 2008, a empresária Jhosy Bittencourt mantém na capital o restaurante de carnes Ladrillo Parrilla. Nascida em Moju, no Pará, ela decidiu apresentar um pouco da culinária de seus estado natal aos paulistanos. Foi assim que surgiu o Amazônico, aberto para o público desde esta quarta (6).

Vizinho à churrascaria, o novo endereço ocupa o espaço deixado por uma loja de estofados. Até ficar pronto, passou quase nove meses em reforma. Ganhou 96 lugares que se espalham por três ambientes: varanda, salão e um espaço para degustação de um menu dito “sensorial”.

Crispy de tapioca: crocante de mandioca acompanha frutos do mar Renato Ribeiro/Divulgação

Cada um desses espaços tem decoração e cardápio diferente. Na área externa, mais informal, o foco são as opções de entrada, caso do crispy de tapioca, massa crocante de mandioca acompanhada de pirarucu defumado, camarão e caranguejo (41 reais). No salão, é possível pratos principais como o duo confitado de coxa e sobrecoxa de pato com purê de macaxeira, jambu salteado e redução de tucupi (81 reais).

Um terceiro salão é dedicado a uma degustação “sensorial”, que deve ser servida a partir da segunda quinzena de novembro. Neste formato, serão atendidos, no máximo, onze clientes por vez, que além de experimentarem de oito a onze pratos, caminharão por um labirinto, usarão óculos de realidade virtual e pisarão em um chão de folhas secas. A intenção de transportar a pessoa para a Amazônia.

Continua após a publicidade

A conferir.

Amazônico
Rua Inhambu, 1185, Moema, tel. 2338-2371.
12h às 15h e das 19h às 23h; sexta jantar até 0h30; sábado sem intervalo do até 0h30; domingo só almoço até 17h; fecha segunda.

Confira o cardápio:

Divulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Publicidade