Erick Jacquin derruba comida na roupa e se irrita com amador do MasterChef

Depois de manchar o próprio traje, o jurado sentencia competidor neste domingo (11): "não fez nada. A única coisa que fez foi sujar meu terno"

À medida que o MasterChef Brasil se encaminha para a final, prevista para o dia 25, o programa fica mais e mais emotivo. Afinal, já se conhecem os competidores, que ficaram íntimos do público. Foi assim a saída da Haila na semana passada, logo depois do amigo repescado Helton. Um chororô só da eliminada e também dos jurados. Até Ana Paula Padrão abriu a torneira de emoções.

Isso não impede que o trio de avaliadores Paola Carosella (Arturito e La Guapa Empanadas), Erick Jacquin (Le Bife) e Henrique Fogaça (Sal Gastronomia e Cão Véio) continue uma dureza com os competidores. Jacquin vai até se irritar com o prato de um dos participantes e se queixar durante uma das provas ao derrubar comida na própria roupa: “Ele não fez nada. A única coisa que fez foi sujar meu terno”.  É só uma amostra do que está vindo por aí.

Le Cordon Bleu: aula na filial paulistana do renomado liceu culinário francês

Le Cordon Bleu: aula na filial paulistana do renomado liceu culinário francês (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Os quatro remanescentes Eduardo R., Juliana N., Lorena e Rodrigo irão sentar nos bancos escolares. Na primeira parte do episódio, o cenário será a filial paulistana do liceu de culinária francês Le Cordon Bleu. A missão do quarteto será elaborar uma receita logo depois de receber instruções em uma aula ministrada pelos mestres Patrick Martin, Renata Braune, Alain Uzan e Saiko Izawa. Cada um deles demonstrará uma técnica para ser usada com carne, peixe ou ave. Isso que chamo do privilégio de uma aula particular.

Juliana: sem Helton para atazanar e foco no resultado

Juliana: sem Helton para atazanar e foco no resultado (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Cada “aluno” terá de usar uma dessas técnicas por sorteio e estará livre para escolher a receita que deseja preparar. A prova escolar será idêntica às que rolam na escola. Além do resultado em sabor, harmonia e criatividade, serão avaliados itens como organização, limpeza, uso da técnica e comportamento durante o teste.

Rodrigo: marrento até na escola

Rodrigo: marrento até na escola (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Claro que como estão cada vez mais perto do troféu, os participantes ficam muito mais sensíveis. Um deles irá surpreender negativamente, já que se atrapalha todo e cria certa confusão durante o trabalho, coisa que pode ser um passaporte direto à eliminação. O estudante nota 10, ou melhor, o que levar a melhor nota dos professores, será salvo da eliminatória. Caberá ao trio de jurados selecionar o segundo colocado.

Eduardo: oscilação nos resultados em provas anteriores

Eduardo: oscilação nos resultados em provas anteriores (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

A volta à cozinha-estúdio terá clima de duelo. Desse embate, saíra o último semifinalista. Sobre uma mesa, estarão colocadas 20 matérias-primas ocultadas por cloches, tampas altas semelhantes a um sino. A escolha dos ingredientes se dará de forma alternada e cada um deles ficará com 10 itens, todos de uso obrigatório.

Lorena diante dos mestres: coentro até na França?

Lorena diante dos mestres: coentro até na França? (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Como todos os ingredientes são ocultos, muitos poderão não dar liga, não combinar entre si. O jeito vai ser se virar no apertado tempo que Ana Paula fará a contagem e entregar um resultado que, no mínimo, faça algum sentido. Haja criatividade.

O trio de jurados mais Ana Paula: sem poupar os participantes

O trio de jurados mais Ana Paula: sem poupar os participantes (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Paola fará um alerta: “É uma prova realmente muito difícil. Mas pode ser muito divertida se vocês deixarem o nervosismo do lado e se conectarem com o carinho e com a cozinha que trouxe vocês até aqui”. Certamente, esse ensinamento é muito mais tranquilo para quem está avaliando. Coloque-se na pele de um dos competidores e manjará a tristeza que é sair nessa altura da competição.

Haila: chororô na saída

Haila: chororô na saída (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Só existe uma certeza. Quem não passar nesse desafio vai se juntar a Haila e outros 14 eliminados até o momento. É o momento MasterChef do sofrimento.

Atualização: embora tivesse sido um dos participantes mais focados e talentosos dessa temporada do MasterChef Brasil, a enfermeira paulista Juliana N. foi eliminada neste domingo (11). Perdeu a batalha por décimos de sabor para Eduardo R., que se juntou aos outros dois semifinalistas Lorena e Ricardo.

Conheça os participantes:

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s