MasterChef Brasil 5: clássico do sertão com chef cinco estrelas

Competição tem como cenário o Centro de Tradições Nordestinas e chef do Mocotó em prova com 300 convidados

Um MasterChef épico. É a promessa do programa para a primeira prova desta terça, 10 de abril. Dividido em duas equipes, os amadores terão muuuuitos paladares para afagar. Nada menos que 300 convidados viram plateia de um show no Centro de Tradições Nordestinas.

A missão é fazer um prato único: o baião de dois, uma das receitas mais gloriosas do Nordeste brasileiro — comida de raiz. Tempo que será cronometrado por Ana Paula Padrão: 2h. E nem mais um minuto.

Disputa apertada: 300 pratos para preparar em apenas 2 horas

Disputa apertada: 300 pratos para preparar em apenas 2 horas (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Se é loucura cozinhar para tanta gente ao mesmo tempo, ao menos os competidores terão a ajuda de um dos mais talentosos e premiados chefs do país. Eles contarão com os conselhos de ninguém menos do que o chef Rodrigo Oliveira, que tem vários restaurantes em São Paulo.

Dono de um currículo extenso, Oliveira está à frente do Esquina Mocotó, melhor brasileiro da capital paulista e quiçá do Brasil com cinco estrelas máximas pela edição especial VEJA COMER & BEBER, o clássico Mocotó (montado pelo pai dele, o pernambucano José de Almeida, na Vila Medeiros, com receitas do agreste, em especial de Pernambuco de onde veio seu Zé), além do ótimo Balaio IMS, na Avenida Paulista, e do Mocotó Café, com unidades no Mercado de Pinheiros e no Shopping D.

Fogaça: o chef confere a carne de sol

Fogaça: o chef confere a carne de sol (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Dessa vez, os vencedores vão todos para o mezanino. Mas não faltarão MasterTretas. Diante dos olhos dos juradões Paola Carosella (Arturito e La Guapa Empanadas), Erick Jacquin (Tartar & Co e Le Bife) e Henrique Fogaça (Sal GastronomiaJamileAdmiral’s Place e Cão Véio), capitão da turma vencedora determinará quanto tempo cada um dos competidores terá para preparar o prato com o ingrediente pedido, um peixe. É o atum, que faz parte da realeza marinha.

Participantes divididos: azuis contra vermelhos apresentam o prato

Participantes divididos: azuis contra vermelhos apresentam o prato (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Com uma responsabilidade dessas, quem tiver menos tempo vai precisar entender de pescados e ter um repertório culinário. Ah, o tempo será por intervalos: um participante com 1 hora, dois com 50 minutos, dois 40 minutos, dois com 30 minutos e, finalmente, os mais castigados, os dois restantes com apenas 20 minutos. Quem tiver o pior desempenho deixará a competição como aconteceu com Brissa na semana passada.

Brissa: vitela crua foi o passaporte de despedida

Brissa: vitela crua foi o passaporte de despedida (Carlos Reinis/Band/Divulgação)

Conheça os participantes:

 (Divulgação/Divulgação)

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível receber as novidades pelo Twitter e seguir minhas postagens no Instagram.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s