Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Lámen para aquecer a alma

Ele nunca esteve tão em alta. Depois do sushi, é a vez do lámen na cidade, oferecido em restaurantes e bares japoneses. Esse macarrão, conhecido por quase todos os brasileiros como Miojo, ganha versões de  boa qualidade em muitos endereços. + Minha avaliação dos restaurantes dos MasterJurados A massa de qualidade é mergulhada num caldo […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 26 fev 2017, 12h05 - Publicado em 6 Maio 2016, 19h43
Ramen tantan (copa,moyashi, ovo cebolina e pimenta no caldo _ Tan Tan Noodle Bar_bares/gastronomia

Tan Tan Noodle Bar: fios de lámen em caldo de galinha, com copa moída, broto de feijão, gergelim e acelga chinesa (Foto: Ricardo d’Angelo)

Ele nunca esteve tão em alta. Depois do sushi, é a vez do lámen na cidade, oferecido em restaurantes e bares japoneses. Esse macarrão, conhecido por quase todos os brasileiros como Miojo, ganha versões de  boa qualidade em muitos endereços.

+ Minha avaliação dos restaurantes dos MasterJurados

A massa de qualidade é mergulhada num caldo aromático e se transforma numa sopa reconfortante, em especial nesses dias mais frios. Ganha complementos como brotos e ervas frescas mais fatias de carne de porco, algas e ovo cozido.

Fiz um roteiro que você não pode perder. Inclua também uma novidade: o JoJo Ramen, que acaba de abrir no Paraíso e de que você sabe todas as informações clicando aqui.

Os tradicionais

Lámen_Aska

Aska: a versão chamada missô tonkotsu tem ovo, carne de porco, algas e legumes na composição (Foto: Denise Akemi/ Divulgação)

Aska

É o veterano entre os restaurantes especializados na cidade – funciona desde 2000 na Liberdade. Opera em esquema fast-food: é tomar a sopa e partir. Um deles é o missô tonkotsu com ovo, carne de porco, algas e legumes.

Lamen Kazu

Lugar moderninho, importa a massa direto do Japão. Além das variações de lámen, tem ótimo guiozas dourados na chapa. Um dos macarrões é o shoyu tyashu que leva broto de bambu, algas marinhas, bastante cebolinha e lombo suíno cozido bem macio. Não desperdice o caldo, extremamente saboroso. Pode receber uma porção extra de ovo cozido e de kimchi picante de acelga.

Miso lamen -  HIRÁ RAMEN IZAKAYA

Hirá Ramen Izakaya: lámen em caldo de pasta de soja com fatias de pancetta, alga, ovo cozido, massa de peixe e vegetais (Foto: Ligia Skowronski)

Os modernos

Hirá Ramen Izakaya

A inspiração para essa casa vem de Nova York. Na cozinha, está o chef Daniel Hirata, que por anos foi titular da rede rodízios Mori Sushi Ohta. Uma das versões do lámen é mergulhada em caldo de pasta de soja com fatias de pancetta, alga, ovo cozido, massa de peixe e vegetais.

Continua após a publicidade

Tan Tan Noodle Bar

Nova York também é a matriz para a cozinha do chef Thiago Bañares. Feito no caldo de galinha, o macarrão no caldo pode ganhar uma mistura de copa moída, broto de feijão, gergelim, acelga chinesa e ovo cozido de textura cremosa.

Taka Daru: no boteco também tem lámen clássico (Foto: divulgação)

Taka Daru: no boteco também tem lámen clássico (Foto: divulgação)

Taka Daru

É um boteco japonês bacana, muito parecido com os encontrados em Tóquio. Surgiu de uma parceria do empresário Edrey Momo (Tasca da Esquina e 1900) com o cozinheiro Takaaki Yasumoto, o Taka, do Yakitori, em Moema. Tem bons espetinhos em versões como fígado de galinha. O lámen sai com caldo de shoyu e, na linha clássica, tem alga crocante e fatias de lombo suíno.

Lamen Casa do Porco Foto Jo Takahashi

Casa do Porco: lámen (Foto: Jo Takahashi)

Extras

A Casa do Porco

No bar-restaurante do chef Jefferson Rueda, o chamado rámen-lámen traz os fios de massa no caldo de porco com barriga suína, ovo cozido em baixa temperatura, cebolinnha, nirá e moyashi.

Kinoshita

Uma das ótimas pedidas é o lámen fresco com ovo orgânico e pancetta mais um toque picante. Como chega pelando, recomenda-se que se coma como os orientais: assoprando a sopa e por isso fazendo algum barulho de satisfação.

Caderno de receitas:
+ Espaguete cacio e pepe, do chef Carlos Bertolazzi
+ Il vero fettuccine Alfredo di Roma
+ Tiramisu original. É  bico!
+ Petit gâteau, do chef Erick Jacquin

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível saber as novidades pelo Twitter.

Continua após a publicidade
Publicidade