Hotel Maksoud Plaza tem novo chef e restaurante

Novo administrador do Maksoud Plaza, Henry Maksoud Neto vem promovendo uma série de reformulações no hotel, que permaneceu, digamos, como um gigante adormecido na última década. Essas mudanças chegam agora à gastronomia. + Leia sobre a disputa familiar no Maksoud Plaza + Daniela Bravin deixa restaurante com seu sobrenome Só para lembrar, o Maksoud Plaza viveu […]

Duarte: "O restaurante 150 será aberto em janeiro"(Fotos: divulgação)

Duarte: “O restaurante 150 será aberto em janeiro” (Fotos: divulgação)

Novo administrador do Maksoud Plaza, Henry Maksoud Neto vem promovendo uma série de reformulações no hotel, que permaneceu, digamos, como um gigante adormecido na última década. Essas mudanças chegam agora à gastronomia.

+ Leia sobre a disputa familiar no Maksoud Plaza
+ Daniela Bravin deixa restaurante com seu sobrenome

Só para lembrar, o Maksoud Plaza viveu templos de glória da abertura 1979 ao fim dos anos 1990. Além de ser uma das hospedagens mais caras e luxuosas da cidade, tinha um quinteto de restaurantes que fez história, em especial o francês La Cuisine du Soleil. Uma referência na alta culinária, foi inaugurado pelo papa da nouvelle cuisine Roger Vergé, falecido em junho aos 85 anos. Fui nesse restaurante, por exemplo, que tive a oportunidade de entrevistar Eric Ripert, chef do Le Bernardin, dono das quatro estrelas máximas do The New York Times e mais recentemente também do Guia Michelin.

+ Julien Mercier volta ao Le Bilboquet

A hospedagem perdeu o brilho e seus restaurantes foram fechando um a um. Com boa vontade, pode se dizer que sobraram dois – o La Cuisine du Soleil, que não é nem sombra do passado e se transformou em um mero anexo do Brasserie Bela Vista, com serviço de bufê – ambos reunidos no lobby do hotel.

As recentes transformações no Maksoud Plaza tiveram início com a chegada de uma balada do empresário Facundo Guerra ao hotel. É o club noturno e espaço de eventos PaNam, aberto em janeiro no heliponto e no piso abaixo da pista de helicópteros. Embora não seja sócio, Guerra formatou também o novo Frank Bar, em funcionamento desde abril e sob o comando do premiado barman Spencer Amereno Jr.

Lobby do hotel: onde funcionam o Brasserie Bela Vista e o La Cuisine du Soleil, que vão desaparecer

Lobby do hotel: onde funcionam o Brasserie Bela Vista e o La Cuisine du Soleil, que vão desaparecer

Na gastronomia, as alterações devem surpreender. A dupla La Cuisine du SoleilBrasserie Bela Vista será transformada em um único restaurante. Para conduzir esse processo, foi contratado o chef paulista Juca Duarte, ex-Clos (antigo Clos de Tapas), uma indicação de Guerra para Maksoud Neto. O cozinheiro organizou novos cardápios tanto para o restaurante quanto para o café da manhã e o room-service.

“O novo restaurante deve ser aberto na segunda semana de janeiro e se chamará 150 Maksoud”, antecipa Duarte. Não se trata de uma homenagem ao lendário night club hotel que chegou a receber nomes como Frank Sinatra, Michel Legrand, Julio Iglesias, Sammy Davis Jr. e Alberta Hunter, mas ao endereço Alameda Campinas, 150, na Bela Vista.

La Cusine du Soleil: restaurante francês do Maksoud Plaza que do passado de glória se tornoum um anexo no lobby

La Cusine du Soleil: restaurante francês que teve um passado de glórias se tornou um mero anexo do Brasserie Belavista

Duarte conta que fará uma cozinha de produto – nome muito na moda entre os chefs, na realidade, a antiga cozinha do mercado implementada na França dos anos 1970 pelos artífices da nouvelle cuisine, como Paul Bocuse. “Como estamos em um hotel, o cardápio tem de ser bem diversificado e um pouco mais longo. Trabalharei uma cozinha mais clássica, mas com uma apresentação contemporânea, mais leve”, diz.

No visual, por enquanto, a haverá uma pequena modificação . “Será apenas uma mexidinha”, revela. “Temos um projeto grande para reforma de todo o lobby [onde ficam os restaurantes] no segundo semestre. Nesse momento, estou alinhando o backstage.” Também foi reformulada a carta de vinhos. “Nos concentraremos em rótulos naturais e biodinâmicos, que expressam o terroir”, explica.

+ Minha avaliação dos restaurantes dos jurados MasterChef

Os pratos do novo 150 Maksoud já estão em testes. “Fazemos cinco sugestões por semana, numa espécie de soft opening”, afirma o cozinheiro. Entre as receitas de Duarte encontram-se o tiradito de vieira com melancia defumada e o polvo cozido a baixa temperatura com purê de castanha-do-pará ao molho de pequi e coentro.

Confira a primeira versão do cardápio completo ainda sem preços.

Caderno de receitas:
+ Petit gâteau, do chef Erick Jacquin
+ Suflê de queijo gruyère, do Marcel
+ Galette de ovo, presunto e emmental, do Sarrasin

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível saber as novidades pelo Twitter.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s