Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Profissionais da gastronomia e entidades se unem em luta contra a fome

O conjunto de ações promovido pelo Coletivo Banquetaço leva o nome de Gente É pra Brilhar, Não pra Morrer de Fome

Por Arnaldo Lorençato, Saulo Yassuda - Atualizado em 12 out 2020, 14h26 - Publicado em 9 out 2020, 06h00

Profissionais da gastronomia e quase uma dezena de entidades que defendem a alimentação de qualidade estão reunidos no Coletivo Banquetaço, que prepara várias ações digitais e presenciais a partir de segunda (12). É a série de atividades intituladas Gente É pra Brilhar, Não pra Morrer de Fome, nome emprestado de uma das mais belas canções de Caetano Veloso.

O objetivo é ajudar no combate à fome, infelizmente, em crescimento no país. É também um protesto contra as investidas do governo federal para alterar o Guia Alimentar para a População Brasileira, com a intenção de retirar do documento trechos fundamentais como a diminuição do consumo de ultraprocessados, como é chamada, por exemplo, a comida pronta, muito manipulada e com conservantes.

Até a sexta (16), há conferências virtuais, abertas ao público, para tratar de estratégias que visam a diminuir a fome no Brasil — a maioria delas pode ser acessada pelo YouTube (programação em genteprabrilhar. org).

Em vez do “banquetaço”, promovido pela primeira vez no centro com distribuição de refeições nas escadarias do Teatro Municipal, em 2017, vão rolar, no sábado (17) e no domingo (18), “marmitaços” em diferentes pontos da capital. Profissionais de cozinha e associações entregam marmitas para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

No sábado (17), a chef Helena Rizzo, do Maní, faz uma galinhada em parceria com dona Nice e Thiago Vinícius na Agência Solano Trindade, destinada a moradores do Campo Limpo. Rodrigo Oliveira, titular do Mocotó, e sua mulher, a historiadora Adriana Salay, estarão com Paola Carosella (Arturito) e Edson Leite (Gastronomia Periférica) na Ocupação Jardim Julieta, onde há atividades com crianças, almoço e doação de cestas de hortaliças no domingo (18).

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Caderno de receitas: + Fettuccine alfredo como se faz em Roma

 

Continua após a publicidade
Publicidade