Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Duas grandes redes de restaurantes demitem funcionários

Fogo de Chão e Coco Bambu dispensaram parte dos colaboradores

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 5 jun 2020, 12h44 - Publicado em 29 Maio 2020, 06h00

Por Saulo Yassuda.

Estruturadas para ser mantidas com um número parrudo de colaboradores, cadeias de restaurantes têm dispensado o staff. As justificativas são os efeitos da quarentena nos negócios.

A rede Fogo de Chão, com unidades em São Paulo, Rio e Brasília, confirmou ter demitido 436 funcionários. Os salões estão fechados e os endereços só operam para delivery ou retirada.

A empresa, que pertence ao grupo Rhône Capital, pagou apenas metade da multa de 40% aplicada aos depósitos do FGTS. Em nota, a Fogo de Chão afirmava que atuou “seguindo as normas do artigo 486 da CLT”. Após a polêmica, voltou atrás e informou que vai liberar integralmente as indenizações residuais.

A cadeia cearense Coco Bambu, com presença em quinze estados mais o DF desligou 1500 integrantes da equipe no país todo. “Se não voltarmos a abrir em breve, outros serão infelizmente demitidos”, conta o fundador Afranio Barreira.

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato

Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato
Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma

  • Continua após a publicidade
    Publicidade