Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Fabbrica, de Tássia Magalhães, tem pegada moderna; leia a crítica

Após dez anos no Pomodori, a talentosa chef remodelou sua carreira com o riso.e.ria e com o novo espaço, na Vila Olímpia

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 17 Maio 2019, 14h24 - Publicado em 17 Maio 2019, 06h00

Depois de uma longa experiência no Pomodori, fechado em 2018, Tássia Magalhães resolveu passar a carreira a limpo. A chef montou o riso.e.ria. Mas esse endereço especializado em receitas de arroz não foi suficiente para a cozinheira mostrar seu talento. Desde janeiro ela também está à frente do Fabbrica.

Chef Tássia Magalhães: à frente do riso.e.ria e do Fabbrica Ricardo D'Angelo/Veja SP

No novo restaurante, demonstra atrevimento de combinações e rigor na escolha de ingredientes em pratos mais elaborados, sem namorar a alta gastronomia como fazia nos tempos do Pomodori. São inclusive sugestões que podem variar de acordo com os ingredientes da temporada.

Assentada sobre purê de cenoura com um caldo adocicado, a vieira grelhada faz contraste com o frescor do manjericão (R$ 42,00). A pedida completa-se com uma tela fina de suco de cenoura.

Prato com vieira: os moluscos são servidos grelhados mais purê de cenoura Ricardo D'Angelo/Veja SP

Ainda que pudesse ter uma massa um pouco mais delicada, o nhoque de beterraba ao creme de parmesão de cor rosada beneficia-se da acidez do picles do próprio vegetal cortado em cubinhos (R$ 54,00). Tem ganho extra com a finalização de pimenta-do-reino branca moída na hora e raspas de limão-siciliano.

Tássia esmera-se também em opções como o delicioso peito de pato ao missô de cor quase vermelha, na companhia de lentilha italiana de Castellucio, com um agradável toque ácido, mais pétalas de cebola e dentes de alho inteiros (R$ 68,00). Antes de ser expedida, a ave tem a crocante pele dourada polvilhada de flor de sal.

Peito de pato ao misô: acompanha lentilha de Castellucio, pétalas de cebola e dentes de alho Ricardo D'Angelo/Veja SP

O arremate pode ser com uma sobremesa clássica revisada, a pera helena com creme inglês e crumble (R$ 23,00).

A mesma informalidade do cardápio se repete no ambiente, cheio de grafites na parede de blocos de concreto.

Avaliação: BOM (três estrelas)

Clique para conferir o cardápio:

Cardápio Divulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Continua após a publicidade
Publicidade