Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Empresário Alessandro Altobelli, sócio de Olivier Anquier, morreu nesta sexta (27)

Embora ele tenha sido figura de proa na gastronomia e na noite paulistanas, o empresário italiano Alessandro Altobelli era uma pessoa discreta. Ficava na retaguarda. A imagem dos negócios que mantinha ligados à gastronomia estava associada a um de seus sócios, o chef francês Olivier Anquier. Junto com outros empreendedores, a dupla ergueu dois sucessos […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 26 fev 2017, 18h29 - Publicado em 28 fev 2015, 01h50
Anquier e Altobelli: parceria de longa em foto de 2009

Anquier e Altobelli: parceiros de longa data em foto de 2009 (Foto: Filipe Redondo/Folhapress Dinheiro)

Embora ele tenha sido figura de proa na gastronomia e na noite paulistanas, o empresário italiano Alessandro Altobelli era uma pessoa discreta. Ficava na retaguarda. A imagem dos negócios que mantinha ligados à gastronomia estava associada a um de seus sócios, o chef francês Olivier Anquier. Junto com outros empreendedores, a dupla ergueu dois sucessos plena atividade: o bar Azucar e o Bistrô L’Entrecôte d’Olivier.

+ Leia sobre a troca de tiros entre policiais da Rota e suspeitos que vitimou Alessandro Altobelli

Infelizmente, Altobelli morreu nesta tarde aos 68 anos, de forma lamentável. Houve uma perseguição de quatro suspeitos por policiais da Rota pelas ruas do Butantã nas imediações do Butantan Food Park. Na fuga, os suspeitos abandonaram o Hyundai i30 roubado que conduziam. Num cruzamento próximo ao Jockey Club e à Marginal Pinheiros, os homens tentaram roubar dois outros veículos, baleando seus ocupantes. Um deles era o Jaguar de Altobelli. Embora tenha sido levado para Hospital São Luiz, o restaurateur não resistiu aos ferimentos e faleceu. O condutor do outro veículo sobreviveu. Baleado pelos policiais, um dos suspeitos morreu no Hospital Universitário.

O tiroteio aconteceu em frente a um colégio bilíngue no Morumbi. As crianças que estavam no pátio durante o intervalo ficaram assustadas e foram orientadas pelos funcionários a retornarem às salas de aula. Em vídeo, é possível assistir aos estudantes apavorados,correndo e gritando.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=f9Z3tuoGM8Q?feature=oembed&w=500&h=375%5D

A trajetória de um empreendendor

Nascido em Roma, Altobelli foi proprietário de uma pizzaria em sua terra natal. Seu primeiro negócio a chamar a atenção foi a Taberna del Papa Rè, na região dos Jardins. O restaurante, que funcionou entre 1983 e 1993, fez sucesso ao servir uma cozinha de trattoria com acabamentos refinados que em nada lembrava as cantinas que reinavam pela cidade.

Continua após a publicidade

A lista de negócios aos quais Altobelli esteve associado incluía o clube noturno Columbia, na esquina das ruas Augusta e Estados Unidos, que causou furou na época (hoje, onde está instalada a balada BallRoom]. Depois vieram, no Itaim, a sorveteria Liolà, ocupada depois pelo Bionda Bar Bistrot, também do empresário.

Além do Azucar, o Bistrô L’Entrecôte d’Olivier segue um sucesso e ganhou uma filial nos Jardins em setembro do ano passado.

Casado duas vezes, primeiro com Elisabeth Doria e, em seguida, com Lila Korte (Maria Elisa Korte), o restaurateur deixa um filho, Lorenzo, de apenas 11 anos, e o enteado Luis Fernando, de 26 anos. Caso se coloque seu nome na busca da internet, virá como resposta o do centroavante homônimo que defendeu a camisa do Internacional de Milão. Eram primos.

Empresário dinâmico, com visão empreendedora, Altobelli fará falta. Foi vítima de uma morte estúpida, executado em uma perseguição com troca de tiros. Uma tristeza o fim de um homem que contribuiu para a pujança da gastronomia de uma cidade cada vez mais violenta. Onde está a São Paulo que eu amo?

Velório:

O velório de Alessandro Altobelli será no Cemitério da Vila Mariana (Avenida Lacerda Franco, 2012) a partir das 19h e vai até as 11h. Depois, o corpo segue para a Vila Alpina, onde será feita a cremação.

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível receber as novidades pelo Twitter.

Continua após a publicidade
Publicidade