Clique e assine com até 89% de desconto
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Cozinha do Lorençato convida Daniela e Mariana Gorski

Cunhadas e sócias, as empresárias comandam a melhor doceria da cidade, a Confeitaria Dama

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 10 jul 2020, 11h31 - Publicado em 10 jul 2020, 09h00

Que momento mais doce! O Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, em seu episódio #57 recebe uma dupla que entende de açúcar. Daniela Gorski e Mariana Gorski estão no comando da melhor doceria da capital, a Confeitaria Dama, premiada pela edição especial VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER três vezes consecutivas, a última delas no ano passado. Aliás, de tão bem que elas se dão, mais parecem irmãs do que cunhadas.

Estamos nos reestruturando calmamente. É o momento de cautela. Mas sabemos o produto que temos, a qualidade que oferecemos, da nossa garra

Daniela Gorski, da Confeitaria Dama

O papo gostoso rolou com as duas sócias em salas separadas da matriz, em Pinheiros, onde também funciona a linha de produção de guloseimas. No menu dessa conversa, os temas variaram da situação delicada pela qual passa a gastronomia por causa da pandemia ao rigor necessário para se manter o padrão. “Estamos nos reestruturando calmamente. É o momento de cautela. Mas sabemos o produto que temos, a qualidade que oferecemos, da nossa garra”, afirma com serenidade Daniela.

 

Dupla afinada: inspirações parisiense para criar a ótima cheesecake Arnaldo Lorençato/Veja SP

Não por acaso, a dupla está no topo do segmento. “Se alguém encomenda um mil-folhas hoje para servir amanhã ou no dia seguinte, a gente diz que não vai vender. O mil-folhas vai ficar úmido, com a massa murcha, e o cliente vai achar nosso doce ruim”, garante Mariana. Ela e a sócia não conhecem outra forma de manter a qualidade. Fogem de armadilhas fáceis, como substituir ingredientes por sucedâneos inferiores.

Se alguém encomenda um mil-folhas hoje para servir amanhã ou no dia seguinte, a gente diz que não vai vender. O mil-folhas vai ficar úmido, com a massa murcha, e o cliente vai achar nosso doce ruim

Mariana Gorski, da Confeitaria Dama

Também apresentam o negócio que acabam de lançar. “O Dama Empório reúne os doces queridinhos da Dama para serem finalizados em casa e sem erro”, explica Daniela. Uma sacada colocar a família na cozinha para preparar sobremesas semiprontas.

Marina conta ainda o processo de criação das pequenas gostosuras que brilham como joias nas vitrines — são as mais variadas fontes de inspiração. “As cores com appetite appeal vieram de um doce de frutas vermelhas e pistache que eu e a Dani provamos no Pierre Hermé, em Paris. Usamos essa imagem para criar a nossa cheesecake”, revela Mariana. E que delícia de cheesecake.

Continua após a publicidade

Na saideira não teve um brinde remoto, mas uma receita de brigadeiro, ícone da doçaria nacional amado de norte a sul e de oeste a leste. Você não pode perder essa. Para ouvir a história confeitada, dá o play no YouTube, no Spotify, no Deezer ou aqui:

 

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato

Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:                               
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma

  • Continua após a publicidade
    Publicidade