Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Corrutela recebe mais um chef britânico para comemorar aniversário

A festa de um ano do restaurante, organizada por Cesar Costa, inclui menu que ele prepara com Joe Otway nesta terça (7)

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 7 Maio 2019, 18h58 - Publicado em 7 Maio 2019, 18h45

Uma das melhores estreias da cidade em 2018, o Corrutela surpreendeu desde o início com a preocupação com a qualidade da matéria-prima e sua origem, assim como cuidados com sustentabilidade. Para celebrar o primeiro ano da casa, o chef Cesar Costa tem recebido vários convidados internacionais que tem princípios idênticos aos dele.

Nesta terça (7), 19h30, Costa cozinha com o colega inglês Joseph Otway, ou Joe, que comanda o Where The Light Gets e prepara pratos com ingredientes cultivados em uma fazenda da família em Stockport, cidade na grande Manchester. Entre os pontos em comum dos profissionais está a defesa do desperdício zero, com o uso das matérias-primas em sua . “A escolha dos chefs foi por identificação, é uma troca de conhecimento muito rica”, diz Costa.

Corrutela: uma das melhores estreias da cidade em 2018 Ricardo D'Angelo/Veja SP

No jantar, ao preço de 280 reais, a dupla privilegia os produtos da temporada para compor um menu em onze etapas. As pedidas vão de rabanetes com mel da produção de Otway e tainha curada, brodo de tomate verde e óleo de folha de figo na entrada à coração de boi servido em espetinho, glaceado com extrato de fermento proveniente de produção de cerveja e pólen de abelha mandaçaia nos principais.

As sobremesas são compostas de queijo, caqui e semente de abóbora, sorvete de pão amanhecido e creme da casca do cacau, um dos muitos insumos que Costa aproveita, já que todos os produtos do fruto são extraídos no próprio restaurante.

Caso se deseja acompanhar as sugestões com vinhos, pagam-se 160 reais pela harmonização elaborada  Bruno Bertoli, do Beverino, especializado apenas vinhos naturais e biodinâmicos.

“Esse jantar que estamos fazendo mostra que a sustentabilidade é um movimento global, um caminho que cedo ou tarde todo mundo vai tomar, já que os recursos naturais estão cada vez mais escassos”, afirma o chef, que também recebeu Douglas McMaster, um dos precursores do aproveitamento total dos ingredientes e dono do Silo, primeiro restaurante lixo zero do Reino Unido. “Os chefs acabam sendo exemplos”, completa Costa.

Douglas McMaster e Cesar Costa: chefs apostam no uso integral do alimento Reprodução Instagram/Divulgação

No Corrutela, Costa mantém uma composteira com capacidade para trinta quilos, além de utilizar painéis solares para obter energia elétrica e moer os grãos que dão origem às farinhas utilizadas na casa, como a de trigo e a de milho.

Continua após a publicidade

Ações como essas ações reforçam a certificação do restaurante no SRA, Sustainable Restaurant Association, uma consultoria inglesa que avalia e classifica restaurantes ao redor do mundo com padrões sustentáveis. É o único endereço brasileiro a garantir este reconhecimento.

Para comprar um lugar no jantar, as reservas devem ser feitas diretamente no restaurante.

Com reportagem de Gabriela Santos.

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

 

Continua após a publicidade
Publicidade