Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Cannoli sobre rodas do doceiro Alexandre Leggieri

O doceiro Alexandre Leggieri, que participa da feira O Mercado desde o início em 2012, resolveu investir na vocação para vender gulodices na rua. Ele estreia neste domingo, 19 de outubro, na Praça Dom Orione, a Feira de Antiguidades do Bixiga. É la que ele estaciona seu novíssimo carrinho, a Cannoleria móvel, protegida por um toldo com […]

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 26 fev 2017, 23h27 - Publicado em 18 out 2014, 16h20
O doce com recheio clássico de ricota ao lado do de Nutella (Foto: Arnaldo Lorençato)

O doce com recheio clássico de ricota ao lado do de Nutella (Foto: Arnaldo Lorençato)

O doceiro Alexandre Leggieri, que participa da feira O Mercado desde o início em 2012, resolveu investir na vocação para vender gulodices na rua. Ele estreia neste domingo, 19 de outubro, na Praça Dom Orione, a Feira de Antiguidades do Bixiga. É la que ele estaciona seu novíssimo carrinho, a Cannoleria móvel, protegida por um toldo com as cores da bandeira da Itália. Para encontrar os cannoli por lá, basta aparecer no terceiro domingo de cada mês. É quando Leggieri leva a Cannoleria para a movimentada pracinha.

+ Receita: feijoada nordestina, do Esquina Mocotó
+ Leia sobre a estreia do MasterChef
+ La Guapa, empanaderia de Paola Carosella

A Cannoleria móvel: pronta para ganhar as ruas (Foto: Alexandre Leggieri)

A Cannoleria móvel: pronta para ganhar as ruas (Foto: Alexandre Leggieri)

Portanto, não se trata de um food truck e, sim, de um carrinho das antigas, sem motorização como esses de pipoqueiro. Como a Cannoleria móvel foi feita sob medida, tem estrutura revestida em inox e vidro temperado ecapacidade para 350 doces. Pensando na qualidade, Leggieri construiu um bólido refrigerado.

Gostou? Quem passar por lá, desembolsa cinco reais pela guloseima.

Continua após a publicidade
O compartimento para os doces: 350 unidades (Foto: Alexandre Leggieri)

O compartimento para os doces: 350 unidades (Foto: Alexandre Leggieri)

+ Teste: Paçoquita versus Nutella

Para se concentrar nas vendas em feiras — Leggieri participa também de eventos como Vai ter Jazz na Pompeia, ele deixou a lanchonete da Casa di Dante, em setembro, depois de quase três anos como sócio da loja. Embora esteja funcionando normalmente, o lugar não se chama mais Cannoleira e, sim, Gioia Caffè. Continua a ser tocado pelo ex- sócio de Leggieri, Herbert Bierwagen, que oferece algumas versões do doce composto de um tubo frito de massa com diferentes recheios (Nutella, doce de leite argentino e creme de amendoim americano). Só não tem o clássico de ricota, que precisa ser recheado na hora.

A conferir.

+ Receita: tiramisu original. É  bico!
+ Receita: cheesecake de Nutella

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível receber as novidades pelo Twitter.

Continua após a publicidade
Publicidade