Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Benny Novak convida Rodolfo De Santis para chefiar a Tappo Trattoria

Um dos maiores talentos entre os jovens cozinheiros em atuação na capital paulista assume o comando culinário do charmoso restaurante italiano

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 4 jul 2020, 11h56 - Publicado em 4 out 2013, 23h18

Um dos mais promissores chefs da nova geração, Rodolfo De Santis está de casa nova. Ele acaba de se tornar titular da Tappo Trattoria, a convite de Benny Novak.

Em São Paulo desde o fim de 2010, De Santis comandou com brilho os fogões do Biondi, onde trabalhou com Bruno Previatto. Em novembro de 2012, ele deixou a casa que o projetou para se associar ao empresário siciliano Domenico Mira, no Domenico. A parceria não deu certo por questões de estilo culinário e não durou seis meses.

Depois de uma breve passagem pelo Italy, sob a orientação de Paulo Barros, o cozinheiro acaba de ser contratado por Novak. “Farei um trabalho em conjunto, assim como tenho com Marcelo Tannus, no Ici Brasserie, e com a Livia Calixto, no 210 Diner”, explica o chef-empresário. “Quero Rodolfo na Tappo para que eu possa voltar a assumir a cozinha do Ici Bistrô.”

Entusiasmado com o novo parceiro culinário, Novak não poupa elogios a De Santis. “Fizemos um almoço com ele executando clássicos como carbonara, amatriciana, cacio e pepe, alle vongole, bolognese e um suppli. Fiquei realmente muito bem impressionado com a qualidade na execução e a tranquilidade dele .”

De Santis, que está na casa desde 1º de outubro, a última terça, é puro entusiasmo. “Gostei muito da proposta. É um lugar lindo, com bom ambiente e funcionários antigos e dedicados”, diz. “É uma casa pequena que roda bastante. Aqui, poderei dar o melhor de mim.”

Por enquanto, o cardápio do caprichado restaurante não sofrerá alterações. Novak me contou que liberou De Santis para o reconhecimento do terreno, ou seja, cozinha e funcionários . “Ele também está livre para fazer os especiais do dia e para mostrar as criações com sua assinatura, mas sem mudar o estilo da casa, que deve manter o clássico e simples estilo italiano de trattoria”, adianta Novak. “Em um mês teremos algumas mudanças no cardápio, tanto nas receitas quanto na parte visual, com uma nova diagramação.”

Publicidade