Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

6 vinhos tintos italianos com preços a partir de 50 reais

Entre os leitores do blog, não faltam fãs de vinhos italianos. Em tempos de crise e euro nas alturas, a bebida

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 14 jun 2017, 17h34 - Publicado em 10 jun 2016, 23h01

Entre os leitores do blog, não faltam fãs de vinhos italianos. Em tempos de crise e euro nas alturas, a bebida importada anda para lá de salgada. Pensando nisso, fiz uma lista com oito tintos de oito importadoras diferentes e que não machucam a carteira e podem ser encomendados online. Eles vêm de seis regiões da Itália.

Não são vinhaços, mas deixam qualquer um feliz, muito feliz, a começar pelo preço. O mais barato deles sai a 50,64 reais e o mais caro, 97,40 reais. São ótimos para aquecer o espírito e presentear amigos. Faça suas escolhas:

Bonacchi Sangiovese di Toscana e Paiara Tormaresca Veja SP/Veja SP

50,64 reais

Sangiovese di Toscana IGT 2015 — Mistral
Da região da Toscana no centro da Itália, vem este tinto feito com a uva mais cultivada por todo o país. Ocupa nada menos que 10% de todo o território vinícola. Leve e fresco, não merece dormir na adega ou no armário. Funciona como um aperitivo e não faz feio com massas e carnes.

65 reais

Paiara Tormaresca 2014 — Winebrands
Tinto moderno, é elaborado na Puglia com a negroamaro, uva típica da região ao sul do país, mas combinada a cabernet sauvignon. Com taninos equilibrados e boa acidez, desce macio. Experimente com o stoccafisso, nome dado ao bacalhau na Itália. O produtor é o Marquês de Antonori, um dos mais respeitados da velha Bota.

Piccini Toscana Orange Label e Cannonau “I Fiori” DOC Veja SP/Veja SP

64,24 reais

Piccini Toscana Orange Label 2014 — Vinci
Outro exemplar da Toscana, de onde vem uma grande oferta de rótulos oferecidos no Brasil hoje. Além da sangiovese entram em sua composição as uvas malvasia nera e cillegiolo. O resultado é uma bebida leve e notável acidez. Enfrenta bem alguns queijos, assim como pizzas e massas.

Continua após a publicidade

75 reais

Cannonau “I Fiori” DOC 2014 — Cellar
Entre os poucos exemplares disponíveis da Sardegna, esse tinto é produzido pela vinícola Pala com a casta cannonau. De cor intensa em tons quase violeta, desprende um aroma agradável de frutas vermelhas e um toque de ervas. O sabor fresco e marcante cai muito bem com uma sopa quentinha, em especial um minestrone. Também é bom parceiro para frios e embutidos.

Castello di Magione Moroneto e Antichello Bardolino DOC Veja SP/Veja SP

 

90,32 reais

Antichello Bardolino DOC 2010 — Ravin
O Vêneto é berço desse tinto da vinícola Santa Sofia. Como é tradição nessa região ao nordeste do país, entre na sua formulação as uvas corvina, com mais de 50% do total, mas uma porcentagem parecida de rondinella e molinara. É leve e delicado, estabelece um bom diálogo com pratos de ave. Mas, deve passar longe de receitas cheias de especiarias ou carnes escuras como pato.

97,40 reais

Castello di Magione Moroneto 2013 — Decanter
Vem da Umbria esse rótulo mais simples do Castello di Magione. Em sua elaboração, a sangiovese ganha a companhia de outras uvas: merlot e pinot noir. Ou seja, estou falando de um vinho moderno. De cor rubi, tem a presença marcante de frutas vermelhas. Carnes são sempre uma boa companhia, em especial as grelhadas.

  • Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível saber as novidades pelo Twitter e pelo Instagram.

    Continua após a publicidade
    Publicidade