Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Waldemar Cordeiro

VejaSP:

Resenha por Jonas Lopes

Italiano radicado no Brasil desde os 21 anos, Waldemar Cordeiro (1925-1973) revelou-se um agitador cultural. Nos anos 40, defendia a arte abstrata e, em 1952, fundou o grupo vanguardista Ruptura. Também chegou a realizar trabalhos como paisagista. Um resumo dessa produção tão múltipla pode ser visto nas 250 obras de Fantasia Exata. Em raras e ótimas telas do começo da carreira, Waldemar mostra influência de Kandinsky e uma estética mais solta. Logo depois, o artista aderiu ao abstracionismo geométrico e às formas do concretismo, movimento no qual foi uma bússola para outros nomes (alguns deles estão exibidos, caso de Judith Lauand). Sobressaem pequenas aquarelas com estudos de cor e o computador com a recriação virtual do projeto de um parque infantil — o espectador passeia por ele usando um teclado. Feitos no fim da vida, os experimentos com informática parecem datados, apesar de pioneiros. De 4/7/2013 a 22/9/2013.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.