Clique e assine por apenas 6,90/mês

Brasil: Figuração x Abstração no Final dos Anos 40

VejaSP:

Resenha por Jonas Lopes:

Em nova sede, no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, o Instituto de Arte Contemporânea abre a mostra Brasil: Figuração x Abstração no Final dos Anos 40, que reúne trinta obras de quinze artistas. A montagem parte de uma alusão à exposição inaugural do MAM, organizada em 1949 pelo crítico belga León Degand e intitulada Do Figurativismo ao Abstracionismo. Naquela fase, nomes influentes, a exemplo de Antonio Bandeira e Cícero Dias, abandonavam as imagens mais reconhecíveis. Di Cavalcanti, por sua vez, defendia a função social da arte contra aquilo que considerava mero formalismo. A coletiva aposta em pinturas de pioneiros abstratos como Waldemar Cordeiro, Samson Flexor, Lothar Charoux e Luiz Sacilotto, mestres no arranjo de cores e composições geométricas. Foram incluídas referências de outros suportes. Caso do muralismo de Paulo Werneck, do paisagismo de Burle Marx e da fotografia de Geraldo de Barros e Thomaz Farkas. Até 19/02/2012.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.