Segurança

Xerife de Los Angeles conta suas impressões sobre a polícia de SP

As impressões sobre São Paulo de Leroy Baca, que comanda a polícia do condado mais populoso dos Estados Unidos

Por: Giuliana Bergamo - Atualizado em

Depois de um cooper de quase 12 quilômetros pela Zona Oeste e pelo centro da capital, seguido de um tour por pontos como o Pari, o Parque Dom Pedro, a favela de Paraisópolis e a Avenida Luís Carlos Berrini, o xerife Leroy Baca, do condado de Los Angeles, se mostrou impressionado com a quantidade de carros blindados que viu. "Esse é um indício claro de que a população não confia na polícia", disse. "Um problema enorme, já que a relação estreita entre a comunidade e os policiais é a base da boa segurança no século XXI." Entender a perplexidade de Baca é fácil quando se confronta a realidade paulistana com a de Los Angeles, cidade onde ele vive desde que nasceu, há 66 anos. Enquanto lá celebridades de Hollywood circulam em carros conversíveis, só no estado de São Paulo são blindados cerca de 3?000 automóveis de passeio a cada ano. "No lugar onde eu moro, esses veículos servem apenas para transportar dinheiro de um banco para outro", afirma.

Na semana passada, Baca esteve em São Paulo para participar do Urban Age South America, evento realizado na Sala São Paulo pelo Programa de Cidades da Escola de Economia e Ciências Políticas de Londres e pela Alfred Herrhausen Society, do Deutsche Bank. Foi lá que o xerife falou com orgulho de seu trabalho à frente do condado mais populoso dos Estados Unidos, que abrange quarenta cidades, nas quais vivem 10,5 milhões de pessoas. Ele contou que, em seus dez anos no cargo, a quantidade de cidadãos que se dizem contentes com a ação de seu departamento pulou de 15% para 85%. "Se a população não confiar na polícia, não vai registrar incidentes e não poderemos agir", diz. "Para mudar essa realidade, perguntamos às pessoas o que elas esperavam de nós e quais eram os principais problemas que enfrentavam." A política surtiu resultado. No ano passado, o condado de Los Angeles prendeu 125?467 pessoas, 38% a mais que em 1999, o primeiro ano da gestão Baca. "São Paulo tem algumas características semelhantes às de Los Angeles: é populosa e abriga gente de todas as partes do mundo", afirma. "É possível, sim, fazer algo parecido por aqui. Basta vontade."

Os Estados Unidos têm um modelo de segurança único no mundo. Eleitos pela população, os xerifes atuam paralelamente aos chefes dos departamentos de polícia. Suas ações são voltadas, sobretudo, para as cidades vizinhas às metrópoles. Baca foi eleito pela primeira vez em 1998 e reeleito em 2002 e em 2006, quando recebeu 72% dos votos. Casado com uma chinesa, diz-se muito preocupado em integrar uma cidade repleta de imigrantes. E repete, com o tom disciplinador de quem, mesmo a milhares de quilômetros de casa, não abre mão das corridas diárias: "Assim como nenhum trabalho é grande demais, nenhuma responsabilidade é tão pequena que não deva ser encarada".

Fonte: VEJA SÃO PAULO