Cinema

Wim Wenders: uma carreira em quinze títulos

Retrospectiva que acontece na caixa Cultural da Sé homenageia o diretor

Por: Miguel Barbieri Jr.

O Estado das Coisas - 2234
"O Estado das Coisas": um dos melhores da mostra (Foto: Divulgação)

Wim Wenders foi um dos mais criativos diretores europeus nas décadas de 70 e 80. Pertencente à geração do então novo cinema alemão, realizou obras-primas como “O Amigo Americano” (1977), “Paris, Texas” (1984) e “Asas do Desejo” (1987), talvez seus filmes de maior conhecimento do grande público. A retrospectiva Wim Wenders — Imagens que Obedecem, a partir de terça (13) na Caixa Cultural da Sé, apresenta quinze longas-metragens do cineasta, além da parceria dele com Michelangelo Antonioni em “Além das Nuvens” (1995), e o documentário “Os Primeiros Anos de Wim Wenders”, de 2007. São, aliás, os exemplares dos primórdios de sua filmografia que vale a pena conferir. Entre os melhores está “O Estado das Coisas”, de 1982, um drama rodado em preto e branco sobre uma filmagem interrompida em Portugal, cartaz de sexta (16), às 18h30. O ingresso custa R$ 1,00.

+ Xaveco Virtual: nossa ferramenta para paquerar no Twitter

+ Confira as estreias de cinema desta semana

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO