Copa

Torcedores afirmam que foram agredidos em bar na Vila Madalena

Clientes alegam que suposto segurança estava armado; gerente da casa nega

Por: Bruna Ribeiro e Juliene Moretti - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Três amigos afirmam que foram agredidos em frente a um bar na Vila Madalena durante a partida entre Brasil e México, realizada na última terça-feira (17). Armado, um homem com uma camisa azul é apontado como o autor do ataque. Segundo as vítimas, ele se identificou como segurança do Quitantinha, mas o gerente do bar nega a informação.

+ Siga a nossa cobertura da Copa ao vivo

+ Moradores e comerciantes se mobilizam contra "Woodstock" na Vila Madalena

O grupo foi até o local para acompanhar o segundo jogo da seleção.  Para ter acesso ao bar, cada um pagou 50 reais. Apesar das pulseiras que liberavam o acesso ao local, eles afirmam que o homem que se identificou como segurança bloqueou a entrada.

Torcedores ingleses são atacados em bar na Avenida São João

Durante a confusão, duas mulheres afirmam que foram agredidas. Um garçom chamado para ajudar também teria sido empurrado. Já um rapaz disse para a polícia que foi agredido no rosto com uma arma, precisando levar três pontos na boca, três embaixo do olho e cinco na testa.

+ VÌDEO: Holandeses fazem acampamento na Guarapiranga

Os agredidos afirmam que o suspeito fugiu sem ser identificado. O gerente do Quitandinha, Alex Oliveira, confirma a confusão. Entretanto, diz que a casa não tem seguranças armados e que o suposto agressor não trabalha no local. O caso foi registrado no 14º Distrito Policial de Pinheiros.

Fonte: VEJA SÃO PAULO