Vídeo

Disco quadrado? Conheça o Vinyl Lab, a fábrica do lo-fi

Mais compactos e cortados num formato diferente, os discos parecem quadros - e tem o som charmoso, mais envelhecido

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

lo-fi3
(Foto: )

Na onda do revival do vinil, os produtores musicais Bruno Borges e Arthur Joly capitaneam o Vinyl Lab, serviço que faz cortes de discos de vinil e hoje se destaca na produção dos chamados lo-fi. O formato difere dos chamados hi-fi, abreviação de high fidelity, ou alta fidelidade, termo que diz respeito à qualidade da gravação e do fonograma. Confira no vídeo:

+ Raridades de uma feira de vinil

+ Novidades para quem curte vinil

O lo-fi é menor, mais compacto, cortado com uma agulha de metal num formato quadrado. A qualidade do áudio também deixa a desejar em relação aos bolachões industriais, mas isso não chega a ser um problema. O som do lo-fi é algo mais charmoso, envelhecido, e o produto também oferece um custo final mais baixo e uma série de possibilidades de design.

lo-fi
(Foto: )

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO