Comer e Beber

Vinea Store: gourmet é ao ar livre, entre lareira, cascata e árvore

Sommelier orienta os que preferem escolher a dedo um exemplar da loja – há 160 rótulos

Por: Marcela Besson e Viviane Zandonadi - Atualizado em

Vinea Store: chefs convidados às terças e quartas
Vinea Store: chefs convidados às terças e quartas (Foto: Fernando Moraes)

Um pátio ao ar livre, com lareira, cascata e jabuticabeira. Esse cenário charmoso compõe o espaço gourmet da importadora Vinea Store. Além do serviço diário de loja, o endereço oferece um combinado de atrações gastronômicas em diferentes dias da semana.

Às segundas, sextas e sábados, dispõe apenas do sistema de wine bar, com cardápio de queijos, pães e frios, para beliscar na companhia de qualquer garrafa do estoque da casa. O menu fica mais recheado (e concorrido) às terças e quartas. Nesses dias é preciso fazer reserva para saborear as receitas feitas por chefs convidados. Há somente uma opção de prato por noite, a 25 reais, além de petiscos e sobremesas pagos separadamente. Também à parte, segue uma carta com quatro indicações de rótulos para a harmonização. Um sommelier orienta os que preferem escolher a dedo um exemplar da loja – há 160 rótulos trazidos de países como Argentina, Chile, França, Itália e Portugal, além de etiquetas nacionais. Por fim, quinta é a vez do risoto (15 reais), aos cuidados do chef da casa. Em qualquer uma dessas ocasiões, os vinhos são vendidos pelo preço de prateleira e não se cobra taxa de serviço. O Matisses Carmenère 2007 custa 47 reais. É da chilena Casa Marín.O português Montefino Reserva 2004, do Alentejo, sai por 72 reais. Detalhe: a casa não oferece vinho em taça.

Fonte: VEJA SÃO PAULO