Polêmica

Vídeo do projeto Gladiadores da Universal causa polêmica na web

Deputado federal Jean Wyllys chamou iniciativa de “milícia”; igreja criticou as declarações do político

Por: VEJA SÃO PAULO

gladiadores
Foto publicada pelo deputado federal Jean Wyllys no Instagram para criticar o projeto da Universal (Foto: Reprodução Instagram)

Projeto para jovens lançado no ano passado pela Igreja Universal do Reino de Deus ganhou grande repercussão nos últimos dias. Tudo por causa de um vídeo publicado pela instituição na internet, que foi assistido e criticado pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ).

As imagens gravadas em um templo em Fortaleza mostram jovens do programa Gladiadores do Altar marchando, batendo continência e gritando que estão "prontos para a batalha".A iniciativa ligada à Força Jovem Universal é voltada para a preparação de rapazes de "diversas idades para servir a Deus no Altar", segundo informa o site da Universal.

+ Andressa Urach publica foto e vídeo de seu batismo na Igreja Universal

"O projeto realiza reuniões semanais com os rapazes que estão dispostos a abrir mão de suas vidas para que outras pessoas sejam ajudadas, cumprindo assim o que Jesus disse: 'Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura'", diz o site da Universal.

O vídeo publicado no Facebook no dia 15 de fevereiro não é o único disponível na internet sobre o projeto. Entretanto, foi o que chamou a atenção de Jean Wyllys. Na gravação, dezenas de rapazes surgem marchando até o pé do altar, onde fazem uma espécie de juramento, no qual afirmam que "estão prontos para a batalha".

+ Xuxa publica imagem polêmica de Jesus Cristo no Facebook

"Graças ao Senhor hoje estamos aqui prontos para a batalha, e decididos te servir. Somos gladiadores do seu altar. Isso é uma decisão. Todos os dias enfrentamos o inferno confiantes em sua santa proteção", gritam os jovens.

O deputado postou uma foto dos Gladiadores do Altar em seu perfil do Instagram, com um texto no qual se diz chocado com a "milícia" que, segundo ele, vem sendo formada pelo "fundamentalismo religioso do país".

"O fundamentalismo cristão no Brasil tem ameaçado as liberdades individuais, a diversidade sexual e as manifestações culturais laicas. Agora ele está formando uma milícia que, por enquanto, atende pelo nome de 'Gladiadores do Altar'", escreveu o parlamentar.

+ Detalhes exclusivos do Templo de Salomão, sede da Igreja Universal

"Quando começarem a executar os 'infiéis' e ateus e empurrarem os homossexuais de torres altas como vem fazendo o fundamentalismo islâmico no Oriente Médio? Não é porque tem a palavra 'cristão' na expressão que o fundamentalismo cristão deixa de ser perigoso e não fará o que já faz o fundamentalismo islâmico."

Em nota publicada em seu site, a Universal diz que Jean Wyllys "contradisse sua própria afirmação, unindo seu ódio à burrice motivada e fez uma avaliação sobre um projeto do qual nada sabe a respeito, e sequer procurou saber antes de publicar tal injúria".

"Gladiadores do Altar é um projeto da Igreja Universal do Reino de Deus de orientação e formação de jovens vocacionados para a propagação da Fé Cristã, que funciona desde janeiro de 2015", afirma o texto.

"Buscar uma motivação violenta ou condenável em jovens uniformizados que marcham e cantam unidos em igrejas é tão absurdo quanto enxergar orientação fascista em instituições como o Exército da Salvação e o Movimento Escoteiro, ambas organizações mundiais com base cristã e que, como a Universal, também se utilizam a analogia militar de forma positiva e pacífica", conclui a nota. (Com O Estado de S. Paulo).

Fonte: VEJA SÃO PAULO