Cidade

Em vídeo, presidente do Simtetaxi faz ameaças a Haddad

Antonio Matias disse, após o político sinalizar que regulamentaria Uber, que "agora é cacete"

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

taxi
Antonio Matias, do Simtetaxi, representa motoristas não regularizados (Foto: Reprodução Facebook)

Em uma postagem no Facebook nesta sexta (29), o presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxi (Simtetaxi) ameaçou o prefeito Fernando Haddad (PT) caso ele regulamente o funcionamento do Uber. "A partir de agora, o senhor está na marca do pênalti. Vai dizer que não pode fiscalizar (o Uber) porque não tem fiscal na nuvem? Então mande tirar da nuvem, seu prefeito!", bradou Antonio Matias.

+ Motoristas do Uber procuraram app após perder emprego

O político disse na quinta (28) que os taxistas "vão desaparecer" por causa da "concorrência predatória" com o Uber, que ainda não é legalizado na cidade. Afirmou também que é difícil fiscalizar e punir o aplicativo porque sua tecnologia de arregimentar motoristas e conectá-los aos passageiros se mostra toda virtual. 

Enfezado, Matias afirmou que a fiscalização é fácil, tanto que ele e seus motoristas "já prenderam 28 carros" do Uber. "Chega de palhaçada, agora é cacete, prefeito", disse. 

O presidente do Simtetaxi representa taxistas que não possuem alvará, ou seja, não são regularizados e pagam mensalidade a empresas para poderem trabalhar.

Fonte: VEJA SÃO PAULO