Trânsito

Ciclista confronta motorista que invadiu ciclofaixa na Alameda Barros

Carro estava na via exclusiva para bicicletas e foi obrigado a sair depois de reclamações e vaias; ação foi registrada em vídeo por pedestre

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

ciclista angelica
Em protesto, ciclista permanece parada em frente do carro que invadiu espaço reservado (Foto: Reprodução)

Uma motorista que trafegava pela ciclovia da Alameda Barros, em Santa Cecília, na Zona Oeste de São Paulo, foi obrigada a sair da faixa exclusiva para bicicletas após uma ciclista confrontá-la, ameaçando até mesmo chamar agentes de trânsito. A ação foi registrada em um vídeo publicado na quarta-feira (1) e que circula pelas redes sociais.

+ Ritmo acelerado expõe falhas na construção de ciclovias

Nas imagens, a ciclista discute com a motorista e avisa que vai chamar agentes da Companhia de Engenharia de Trânsito (CET). Ao perceber que o veículo não se move, ela desce da bicicleta e tenta fotografar a infratora. "Ela acha que está certa. Ou a gente aprende de um jeito, ou a gente aprende de outro", diz. A motorista então dá ré, muda de pista e vai embora vaiada pelas pessoas que acompanhavam a cena. "Registrei o abuso de uma motorista contra uma ciclista que se impôs bravamente e afirmou seu espaço na rua. Filmei e puxei a vaia com muito orgulho", escreveu o autor do vídeo.

O embate aconteceu na esquina da Alameda Barros com a Avenida Angélica, a um quarteirão do Elevado Costa e Silva, o Minhocão. No início de agosto, moradores de Santa Cecília ameaçaram registrar um boletim de ocorrência contra as ciclovias no bairro. O presidente do Conseg do bairro também afirmou que seria feito um protesto, que não chegou a acontecer.

+ Confira as últimas notícias

Em agosto, uma situação semelhante também foi parar nas redes sociais, quando um ciclista filmou o momento que a dona de um carro tenta escapar do trânsito utilizando a ciclofaixa.

A prefeitura de São Paulo planeja criar 400 quilômetros de ciclovia na capital até 2015. A administração pretende colocar 1 200 marronzinhos de bicicleta nas ciclovias para multar os motoristas que desrespeitarem o código de trânsito. As multas poderão variar de 53,20 a 574,62 reais, além da aplicação de pontos na carteira de habilitação.

Fonte: VEJA SÃO PAULO