Cidade

Vidente recua da previsão de que avião cairia na Avenida Paulista

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, Juscelino da Luz diz que queda não ocorrerá mais graças à mudança do número do voo e troca de aeronave

Por: Veja São Paulo

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O vidente Juscelino Nóbrega da Luz recuou da previsão de que um desastre aéreo ocorreria na região da Avenida Paulista. Segundo a visão, datada de 2005, um avião da TAM saindo de São Paulo com destino a Brasília cairia nesta quarta (26), por volta das 9h, em prédio que faz esquina entre a mais famosa via da cidade e a Alameda Campinas.

+ Síndico assusta condôminos com premonição sobre acidente aéreo

Segundo Juscelino, o voo JJ3720, que sairia do Aeroporto de Congonhas às 8h30, "poderia apresentar falhas em uma das turbinas, perder altitude e se chocar contra um edifício". O vidente é o mesmo que afirmou ter previsto a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, vítima de um acidente com um jato em Santos no dia 13 de agosto.

"Agora podemos ficar mais tranquilos, mandamos cartas para a empresa e foi tirado o voo, por isso mudou o número do voo também (...). Colocaram outra aeronave. O que influenciava nesse desastre era a aeronave que estava com problemas. Ela foi tirada e as pessoas, graças a Deus, vão ser salvas", disse, em entrevista ao programa Morning Show, da Rádio Jovem Pan. "Não vai cair, graças a Deus". Ouça aqui a entrevista completa.

Por via das dúvidas, a TAM alterou para JJ4732 a designação do voo desta quarta. Foi mantido, no entanto, os mesmos dia e horário de partida e destino do voo. "Nesse caso não é predestinação, fatos mecânicos não são predestinados", disse o vidente à rádio. "Fatos naturais, como vulcões, terremotos, não há como evitar. Mas fatos mecânicos como uma aeronave, um acidente de veículo ou uma doença, tudo isso pode ser evitado ou minimizado".

+ TAM muda número de voo após previsão de acidente

O vidente finaliza explicando como funcionam suas previsões: "Vejo tragédias e curas. A vacina da Aids saiu em 2008 e daqui um tempo poderá ser usada na humanidade. Isso aí foi escrito por mim em 1979. São todos sonhos em que apareço em uma viagem astral, eu vejo tudo de fora e o fato vem a se concretizar. [Das visões] 70% acontece e 30% não. Se o fato vai acontecer, nós não sabemos, mas, nesse caso, com a ajuda da informação e da mídia conseguimos reverter o processo."

Fonte: VEJA SÃO PAULO