Turismo

Roteiros gastronômicos têm chefs de cozinha badalados como guias

Degustações sob medida, caça às trufas e visitas a vinícolas são algumas das atividades que fazem parte dos pacotes de viagem

Por: Sophia Braun

Viagens gastronômicas - Murakami - 2268
Murakami (à esq.), na cidade de Kushiro: “Vamos explorar a autêntica culinária japonesa” (Foto: Masaharu Hatta)

Hotéis confortáveis, paisagens cinematográficas e vida cultural intensa. Para muitos, essa é a fórmula da viagem perfeita. Agora, imagine se a gastronomia fosse o foco da jornada e todos os outros programas, meros adereços? Para atender a um público cada vez mais exigente à mesa, algumas empresas estão se especializando em turismo gourmet. A ideia é apetitosa: percorrer uma cidade ou região para desvendar sua culinária. Degustações sob medida, caça às trufas e visitas a vinícolas são algumas das atividades que diferenciam esses roteiros temáticos dos pacotes oferecidos por agências convencionais.

+ Guia de viagem: dicas para embarcar sem estresse

+ Empresas oferecem pacotes para intercâmbio de luxo

Com experiência no ramo hoteleiro, a paulistana Daniela Hispagnol foi uma das primeiras a se dedicar exclusivamente a esse conceito. “Quando era dona do restaurante Toro, no Jardim Paulistano, muitos fregueses me pediam dicas de passeios, que eu costumava anotar no verso de um guardanapo”, lembra a empresária. Depois de fechar o estabelecimento espanhol em 2009, ela decidiu criar uma empresa especializada no assunto, a Gouté. No escritório montado em sua casa, ela elabora roteiros personalizados e pacotes para grupos de até quinze pessoas. Para incrementar os tours que organiza, ela convida renomados chefs de cozinha e especialistas no tema para guiar os passeios.

Viagens gastronômicas - Bel Coelho - 2268
Bel Coelho: passeio pela Bretanha de bicicleta (Foto: Zé Amaral)

Uma das cinco excursões que Daniela programou para este ano será liderada por Bel Coelho, responsável pelos fogões do Dui, nos Jardins. Em setembro, ela conduzirá aventureiros bons de garfo a incursões de bicicleta pela Bretanha, na França. “É também minha primeira visita à região”, conta Bel. Ao longo de seis dias, ela e sua turma pedalarão 191 quilômetros, com paradas estratégicas para desbravar a cozinha local. “Vamos conhecer uma fazenda de ostras e faremos um piquenique”, adianta. Para integrar o grupo, cada interessado desembolsará cerca de 4.600 dólares. O valor inclui a estadia, cafés da manhã, três almoços e quatro jantares gourmets com vinho incluído. As passagens aéreas são pagas à parte.

+ 'Comer & Beber': restaurantes, bares e comidinhas fora de SP

+ Imigração gastronômica: a volta ao mundo pelos bares de São Paulo

Quem também embarca na onda é Tsuyoshi Murakami, chef do premiado Kinoshita. Acostumado a ir ao Japão pelo menos uma vez por ano, ele está organizando uma jornada de oito dias por Kyoto, Hakone e Tóquio pela Century Travel. “A ideia é apresentar a culinária autêntica do país”, explica. A programação prevê um giro por uma fábrica de shoyu, na cidade de Noda, e uma visita ao mercado de peixes Tsukiji, na capital japonesa, onde o grupo poderá assistir ao concorrido leilão de atuns. “É um passeio para comer e beber, mas sem frescuras. Vamos curtir a simplicidade do luxo.” Apesar dessa “simplicidade”, a conta não sai barata. Só pela hospedagem e pelas atividades, que incluem refeições em restaurantes estrelados, pagam-se em média 15.000 dólares.

Viagens gastronômicas - Itália - 2268
Tour pelo norte da Itália, organizado pela Latitudes: visita à região vinícola do Piemonte, onde é produzido o célebre vinho barolo (Foto: Raquel Rapoport)

Em geral, quem procura por esse tipo de serviço costuma viajar muito e não abre mão de conforto. “Os clientes são exigentes e buscam experiências inusitadas”, diz Alexandre Cymbalista, diretor da Latitudes. Um de seus próximos destinos, a Itália, tem partida marcada para outubro. Entre as atrações está um encontro com produtores do célebre vinho barolo, no Piemonte. Custará a partir de 5.800 dólares. Como em praticamente todos os pacotes dessa modalidade, a passagem aérea corre por conta dos clientes. “Muitos emendam esses roteiros a outras viagens”, afirma Marcelus Vieira, sócio da agência virtual Al Mondo, que propõe dois tours de uma semana a cada ano (Toscana, na Itália, e Bordeaux, na França, fazem parte da programação de 2012).

Viagens gastronômicas - trufas - 2268
Caça às trufas na Toscana: uma das atividades que diferenciam essas viagens temáticas dos pacotes oferecidos por agências convencionais (Foto: Celso Vedolin)

Apesar de estar baseado em Ijuí, no interior do Rio Grande do Sul, o serviço atrai muitos paulistanos. “Eles representam quase metade da nossa clientela”, calcula Vieira. Umas das atividades favoritas dos gourmets na Toscana é a caça a uma das maiores iguarias do mundo: as trufas que brotam espontaneamente no subsolo de campos e junto a raízes de grandes árvores.

GASTROTURISMO

Quem leva os paulistanos para comer e beber lá fora

Al Mondo

☎ (55) 9118-5939

marcelus@almondo.com.br

www.almondo.com.br

Century Travel

☎ (11) 3207-2644

Rua Vergueiro, 981, conjunto 11, Liberdade.

www.centurytravel.com.br

Gouté

☎ (11) 9649-7337

goute@goute.com.br

www.goute.com.br

Latitudes

☎ (11) 3045-7740

Rua Clodomiro Amazonas, 1158, conjunto 62/63 , Vila Olímpia.

www.latitudes.com.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO