Violência

Vereador reage a tentativa de assalto e mata bandido

Salomão Pereira, do PSDB, voltava do sambódromo quando foi abordado por criminosos em sua casa, no Jardim Bonfiglioli, na Zona Oeste

Por: Veja São Paulo

salomao-pereira
Vereador Salomão Pereira (Foto: Reprodução/Facebook)

Depois de comparecer ao primeiro dia de desfiles das escolas de samba no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte, o vereador Salomão Pereira (PSDB) foi surpreendido por criminosos durante uma tentativa de assalto em sua residência, no Jardim Bonfiglioli, na Zona Oeste. O episódio ocorreu por volta das 5h20 da manhã, quando ele chegava em casa. De acordo com a Polícia Militar, dois suspeitos morreram depois de serem atingidos por disparos feitos pelo vereador, que reagiu ao assalto.

+ Acompanhe a cobertura ao vivo do Carnaval 2016

A abordagem dos criminosos foi realizada na porta da casa do político, localizada na Rua Poetisa Colombina. Segundo a PM, Pereira pegou a arma de um dos criminosos e o atingiu com um disparo. O filho entrou em luta corporal com o segundo bandido, esganado-o - ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Pronto-Socorro Bandeirantes, mas morreu. Conforme a assessoria de imprensa do vereador, o rapaz atingido pelo disparo morreu no local.

+ Carnaval de rua rende mais que o sambódromo, diz Haddad

Vizinhos relataram para a polícia que ouviram o barulho dos tiros. Segundo a assessoria do parlamentar, que tem 65 anos, ele e sua família passam bem e estão na casa de parentes. O vereador foi levado ao 14º Distrito Policial, em Pinheiros, e liberado em seguida. "Era umas 5h, nós ouvimos um barulhão e dois estampidos", diz o aposentado Ailton Cruzeira. Segundo a polícia, o vereador e o filho são considerados vítimas e reagiram em legítima defesa.

+ Veja mais notícias da cidade

O vereador Salomão Pereira é autor do projeto de lei que regulamentou os aplicativos de táxi na capital.

Fonte: VEJA SÃO PAULO