Franco da Rocha

Polícia prende vereador suspeito de participar da morte de palmeirense

O político foi detido na tarde desta terça-feira (26); a confusão entre torcedores rivais aconteceu no dia 17 perto de estação da CPTM

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

O vereador Raimundo César Faustino (PT), de Franco da Rocha, foi detido pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (26). Conhecido como “Capá”, o político corintiano é suspeito de ter participado da briga que terminou com a morte de um torcedor do Palmeiras, o professor Gilberto Torres Pereira.

+ Professor de sociologia é morto no ABC

De acordo com a polícia, o vereador agrediu a vítima com um galho de árvore. Entretanto, o advogado de Faustino, Thiago de Siqueira Coscia, nega a participação de seu cliente na briga. Capá teve a prisão preventiva decretada.

+ Paciente morde orelha de guarda, rouba arma e atira dentro de PS

A confusão aconteceu no dia 17 deste mês perto da Estação Franco da Rocha da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Após ser agredido, o professor foi internado com traumatismo craniano, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 20.

+ Cresce número de casos de homicídios em São Paulo

Nessa segunda-feira (25), a comissão executiva do PT suspendeu por 60 dias o vereador. Além disso, encaminhou o caso para o conselho de ética do partido.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO