Especial

'Comer & Beber' 2013: a receita da emoção

Cerca de 1 000 convidados acompanharam a premiação dos melhores da gastronomia, que arrancou lágrimas de alguns vencedores

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

comer & beber todos
Campeões no palco: muita vibração (Foto: André Luy)

Não poderia ter sido mais emocionante a premiação dos campeões da gastronomia paulistana pela edição especial “Comer & Beber” de VEJA SÃO PAULO. Num ano recheado de novidades, entre elas a entrega aos vencedores de um troféu feito de garfos estilizados pelo artista Flavio Zerloti, a festa realizada no dia 17 teve como cenário a Casa Fasano, no Itaim.

comer & beber roca
O chef espanhol Joan Roca: homenagem especial (Foto: André Luy)

Na abertura da cerimônia, comandada com humor pela atriz Marisa Orth, houve uma homenagem ao chef espanhol Joan Roca, sócio do restaurante El Celler de Can Roca, na Catalunha, eleito o número 1 do mundo pela revista inglesa Restaurant. Acompanhado pela mulher, Anna, ele prestigiou o evento e fez um breve discurso. “É um grande prazer estar na companhia de tantos talentos da gastronomia”, disse. Em seguida puderam ser conhecidos os campeões em um clima de torcida e tensão.

comer & beber emporio
Kenji Shiroma (à esq.), do Killa Novoandino: lágrimas ao ser escolhido chef revelação no voto popular (Foto: André Luy)
comer & beber dog
Turma do The Dog Haüs: sanduíche número 1 (Foto: André Luy)

Os proprietários do The Dog Haüs, lanchonete do Itaim ganhadora do melhor sanduíche, eram total vibração no palco. “No sábado, superamos a marca dos 350 dogs. Fechamos o caixa felizes!”, comemorou o ainda eufórico Shemuel Shoel.

comer & beber rueda
Jefferson Rueda: o chef do ano (Foto: André Luy)
comer & beber tenda
Olinda Isper com a sobrinha Mouna e a irmã, Xmune: “Até flores recebemos dos clientes" (Foto: André Luy)

Mestre precoce da chapa, Paulo Yoller, 24 anos, é dono do Meats, em Pinheiros, onde se saboreia o hambúrguer gourmet número 1 da capital. “Batemos recorde no sábado e no domingo. Recebemos 975 pessoas nos dois dias, e o mais pedido foi o palha, o hambúrguer que saiu na foto da revista”, contou Yoller.

comer & beber bourbon
A melhor música ao vivo: Marco Antonio Di Biaggi entre os donos do Bourbon Street, Edgard e Celia Radesca (Foto: André Luy)

Sócia do Tenda do Nilo, no Paraíso, pela primeira vez o vencedor na categoria árabe, Olinda Isper disse que até agrado dos clientes ela e a irmã, Xmune, receberam. “Ganhamos flores”, revela. Chef e dono da melhor cantina da cidade, a Osteria del Pettirosso, no Jardim Paulista, Marco Renzetti precisou dobrar o número de manobristas. “Nosso movimento aumentou 100% no domingo, quando tivemos espera de uma hora e meia”, contabilizou.

comer & beber emiliano
Stefano Impera, do Emiliano: chef revelação (Foto: André Luy)

Com Luca Gozzani no papel de comandante dos fogões desde o ano passado, o Fasano, no Jardim Paulista, manteve-se líder entre os italianos. A frequência no restaurante de alta gastronomia foi igualmente maior. “Fizemos 150 couverts no sábado. Em média recebemos 120 pessoas”, disse o empresário Rogério Fasano.

comer & beber fasano
Gozzani e Fasano: título de melhor italiano mantido (Foto: André Luy)

O título de chef do ano ficou com Jefferson Rueda, do Attimo, na Vila Nova Conceição. “Foi um sonho. Faz dezoito anos que cozinho e nunca havia ganhado um prêmio da VEJA SÃO PAULO. E tenho uma mulher dentro de casa que foi premiada várias vezes”, festejou, referindo-se a Janaína Rueda. “Agora, sim.”

comer & beber gabriela
Gabriela Monteleone, do D.O.M.: sommelière do ano (Foto: André Luy)

Pela primeira vez, dois títulos que tradicionalmente eram de homens foram parar em mãos femininas. Gabriela Monteleone, do D.O.M., foi eleita a sommelière do ano.

Principal face do Ritz e do Spot, que inaugurou em julho uma filial no Shopping JK Iguatemi, Maria Helena Guimarães tornou-se a restauratricede 2013.

comer & beber paulo
Yoller: título pelo hambúrguer gourmet (Foto: André Luy)

Os aplausos mais entusiasmados dirigiram-se a Toninho Buonerba, escolhido como personalidade gastronômica por sua contribuição à boa mesa. Inventor do polpettone e dono do Jardim de Napoli, ele recebeu o troféu de Thomaz Souto Corrêa, vice-presidente do conselho editorial da Editora Abril, em uma noite de muitas surpresas e emoção. “Foram tantos cumprimentos que estou até cansado”, brincou Buonerba.

comer & beber jardim
Toninho Buonerba (à esq.) com Thomaz Souto Corrêa: personalidade gastronômica (Foto: André Luy)

Diferentemente do que aconteceu nas dezesseis publicações anteriores, não houve um corpo de jurados para eleger os vitoriosos. Os 42 vencedores de restaurantes, bares e comidinhas, bem como os segundos e os terceiros colocados, foram definidos pela equipe de especialistas da revista.

A exemplo do ano anterior, o leitor pôde escolher seus favoritos pela internet, agora nas mesmas categorias dos críticos. Uma eleição surpreendente, com quase 600 000 votos de internautas. Na versão impressa, no iPad e no portal de VEJA SÃO PAULO, o leitor encontra 1 000 endereços rigorosamente testados em visitas anônimas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO