Roteiro

Veja São Paulo Recomenda

Seis boas pedidas para curtir em São Paulo nesta semana

Por: Veja São Paulo

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Confira as escolhas dos críticos de VEJA SÃO PAULO para esta semana:

 

  • O festival belga que já acontece há doze anos na cidade de Bloom desembarcou por aqui em 2015. Inspirada no mundo da fantasia, a cenografia dos palcos gigantes encheu os olhos. Na segunda edição, o encantamento promete se repetir, desta vez inspirado no tema “Chave para a Felicidade”. Durante três dias, os baladeiros dispostos a ir até Itu encaram uma maratona de EDM e outros estilos alternativos. Entre as atrações mais esperadas estão David Guetta, Dimitri Vegas & Like Mike, Alesso e Steve Agnello. Do time nacional, os nomes fortes são Alok, Gui Boratto, FTampa, Marky e o duo Tropokillaz. De 21 a 23/4/2016. Local: Parque Maeda. Rodovia Archimedes Lammoglia, quilômetro 18, Tapera Grande, Itu. Data: Quinta (21) a sábado (23), a partir das 13h. Valores: R$ 399,00 a R$ 1 899,00 (sem as acomodações). Estacionamento (R$ 100,00 a diária; R$ 275,00 os três dias). Site: http://www.tomorrowlandbrasil.com
    Saiba mais
  • Quem circula pelo Bixiga já deve ter passado diante ou até visitado um centro cultural na Rua Major Diogo. É a Casa de Dona Yayá, mantida pela USP, onde durante quatro décadas morou a aristocrata Sebastiana de Mello Freire (1887-1961). Yayá ficou órfã aos 13 anos e, feminista, rejeitou a ideia do casamento em nome da liberdade. Passou uma temporada na Europa, ficou amiga de artistas e virou colecionadora de obras de arte, além de ajudar instituições de caridade. A moça pagou um preço alto por discordar de seus tutores: foi julgada incapaz de responder por seus atos e, tida como louca, viveu 42 anos trancafiada em casa. A dramaturga e diretora Analy Alvarez se apropriou da história pouco difundida para conceber esse relevante drama. Como a protagonista, Miriam Mehler comprova energia e sensibilidade ao interpretar a personagem no fim de sua vida, em meio a delírios, dosando doçura e agressividade. Se o restante do elenco se mostra irregular, há pelo menos outros dois destaques: Mara Faustino e Mariana Blanski, que representa a jovem Yayá.  Com Cibele Troyano, Wagner Vaz, Antônio Natal, Fernanda Oliveira, Vivi Gonçalves, Vinicius Calamari e Rafael Mota. Estreou em 1º/4/2016.  Até 24/5/2016.
    Saiba mais
  • Comédia dramática

    Truman
    VejaSP
    7 avaliações
    O drama não é mais um filme sobre o escritor Truman Capote — e, sim, o nome do cachorro do personagem de Ricardo Darín. O astro argentino está afiadíssimo no papel de Julián, um ator com os dias contados por causa de um câncer terminal que abriu mão da quimioterapia. Nesse momento delicado, ele recebe, em Madri, a inesperada visita de Tomás (Javier Cámara), seu melhor amigo, que trocou a Espanha pelo Canadá. Em quatro dias, a dupla não fará nada de excepcional nem tampouco ficará rememorando o passado. Eis aí uma das qualidades do longa-metragem do catalão Cesc Gay, o mesmo de O que os Homens Falam: trocar os excessos lacrimosos pela simplicidade de ações cotidianas, como um almoço, uma bebedeira, uma ida ao teatro... O roteiro, assim como Tomás, mantém-se objetivo, levemente emotivo e jamais piegas. Estreou em 14/4/2016.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO