Eleições

Veja os bens mais caros declarados pelos candidatos à prefeitura

O empresário João Doria (PSDB) e Marta Suplicy (PT) são os candidatos com os maiores patrimônios declarados à Justiça Eleitoral

Por: Veja São Paulo

candidatos prefeitura de são paulo 2016
Corrida pela prefeitura: Celso Russomanno, Marta Suplicy, Luiza Erundina, Fernando Haddad e João Doria (Foto: Divulgação/Luiz Maximiano/Adailton de Sousa Damasceno/Reprodução/Reprodução)

Enquanto João Doria (PSDB) ostenta carros de luxo, imóveis em bairros nobres na capital paulista e obras de arte, a ex-petista Marta Suplicy (PMDB) possui ações das estatais Vale do Rio Doce e Petrobras. Os dois candidatos têm as maiores rendas entre os postulantes à Prefeitura de São Paulo, segundo dados fornecidos por eles mesmos à Justiça Eleitoral. 

Na declaração de patrimônio do tucano, o item mais caro é sua empresa D. Empreendimentos, avaliada em mais de 37 milhões de reais. Na lista, há ainda 165 pinturas no valor de quase 30 milhões de reais e dois carros Porsche Cayenne, um de 216 422 reais e outro de 378 000 reais. Há também três casas no bairro Jardim América, avaliadas entre 3 e 12 milhões de reais, além de uma na cidade baiana de Porto Seguro (4,9 milhões de reais) e outra em Campos do Jordão, no interior de São Paulo, orçada em 1,9 milhão de reais. 

+Partidos preparam candidaturas de subcelebridades para as eleições

Na lista dos milionários ainda estão Celso Russomanno (PRB), João Bico (PSC) e Ricardo Young (Rede). O apresentador possui imóveis, participação em um restaurante em Brasília e um carro Hummer Mod ano 2007 no valor de 150 000 reais. 

O prefeito Fernando Haddad (PT), que tenta a reeleição, tem apenas quatro itens em sua declaração que totalizou cerca de 450 000 reais. O apartamento onde mora na Vila Mariana, de 90 000 reais, e parte em uma casa no bairro Planalto Paulista (183 000 reais) são os itens mais caros. Segundo a lei eleitoral, os candidatos podem declarar seus bens pelo valor pago no momento da compra e não atualizado pelo valor de mercado atual. 

+Slogan da campanha de Haddad causa polêmica entre petistas

Os candidatos Altino Prazeres (PSTU) e Henrique Áreas (PCO) não declararam bens. Veja abaixo os bens mais caros declarados pelos candidatos.

bar alemão brasília celso russomanno
Bar do Alemão, em Brasília: Celso Russomanno declarou que possui 407 000 reais na sociedade do estabelecimento. No total, o candidato do PRB disse possuir patrimônio de 1,8 milhão de reais (Foto: Divulgação)

Celso Russomanno (PRB)

Maior bem declarado: participação no Bar do Alemão, em Brasília (407 000 reais)

Total declarado: 1,8 milhão de reais

casa fernando haddad
Fernando Haddad: Parte em casa no bairro da Saúde é o item mais caro declarado pelo prefeito de São Paulo, avaliada em 183 000 reais. O candidato à reeleição afirmou ter patrimônio de 451 938 reais (Foto: Reprodução/Google Maps)

Fernando Haddad (PT)

Maior bem declarado: parte em imóvel no bairro Planalto Paulista (183 000 reais)

Total declarado: 451 900 reais

 

João Bico (PSC)

Maior bem declarado: prédio comercial na avenida Tiradentes (1,6 milhão de reais)

Total declarado: 4,4 milhões de reais

 

João Doria (PSDB)

Maior bem declarado: empresa D. Empreendimentos (37,4 milhões de reais) 

Total declarado: 179 milhões de reais

 

Levy Fidelix (PRTB)

Maior bem declarado: empréstimo (338 000 reais)

Total declarado: 771 900 reais

 

Luiza Erundina (PSOL)

Maior bem declarado: apartamento no bairro Mirandópolis (465 000 reais)

Total declarado: 605 600 reais

 

Major Olímpio (SD)

Maior bem declarado: terreno de 3 200 metros quadrados com piscina e quadra (238 700 reais)

Total declarado: 550 500 reais

 

Marta Suplicy (PMDB)

Maior bem declarado: cotas na empresa Salamina Participações (6,3 milhões de reais)

Total declarado: 13,3 milhões de reais

 

Ricardo Young (Rede Sustentabilidade)

Maior bem declarado: imóvel no bairro Jardim Paulista (1,7 milhão de reais)

Total declarado: 7,4 milhões de reais

Fonte: VEJA SÃO PAULO