Vale a Viagem

Veja Litoral traz dicas do melhor das praias paulistas

Restaurantes, bares e quiosques selecionados para você curtir o melhor e mais gostoso no fim de ano

Por: Fábio Galib e Uiara Araújo - Atualizado em

foto_litoralcapa_2143
Quiosque do Caju, em Ubatuba - dali pode-se acompanhar o vaivém dos barcos de pescadores (Foto: Leo Feltran)

Presente nas bancas da Grande São Paulo, da Baixada Santista e do Litoral Norte até a primeira quinzena de janeiro, a edição especial VEJA LITORAL PAULISTA “Comer & Beber” reúne os melhores endereços gastronômicos das principais cidades costeiras do estado. Em 156 páginas, é apresentado um total de 598 restaurantes, bares e estabelecimentos de comidinhas. Um júri formado por 38 pessoas, entre críticos, especialistas e gourmets, elegeu os vencedores em 33 especialidades — dezessete apontaram os campeões do Litoral Norte e 21 escolheram os do Litoral Sul. Confira cinco premiados da publicação, que pode ser consultada na íntegra no site www.vejapraia.com.br.

Com o pé na areia Situado na Praia da Almada, em Ubatuba, quase na divisa com o Rio de Janeiro, o Caju foi eleito o melhor quiosque de praia do Litoral Norte. O cenário ao seu redor já compensa a visita: um pequeno trecho de areia banhado por águas calmas, de onde se pode acompanhar o vaivém dos barcos de pescadores que aportam por ali. Os clientes se acomodam sob guarda-sóis para bebericar caipiroscas criadas pelo proprietário, José Roberto Assad. Feitas com vodca ou cachaça, aparecem combinações como caju com limão-siciliano e mexerica com manjericão (R$ 12,00 cada uma). Para beliscar, a caprichada porção de bolinhos de abóbora com camarão (R$ 27,00, oito unidades) é a pedida. Estrada da Almada, 129, Praia da Almada, Ubatuba, tel. (12) 8122-0044.

Peixe fora d’água Os pescados trazidos de Santa Catarina e do sul fluminense servem de base para as receitas tradicionais do Ostra e Ouriço, vencedor da categoria peixes e frutos do mar no Litoral Norte. Entre elas está a lula recheada com camarão e catupiry, gratinada, que recebe a guarnição de arroz (R$ 93,00, para dois). De entrada, chega à mesa uma porção com doze unidades de ostras frescas vindas de Cananeia (R$ 34,00). Para acompanhar, a carta de cervejas lista 51 rótulos, entre eles a uruguaia Patricia (R$ 14,50).  Rua Prudêncio Baeta, 21, Rodovia Caraguá-São Sebastião, quilômetro 5, Pontal de Santa Marina, Caraguatatuba, tel. (12) 3887-1500.

camarao_web_2143
(Foto: Leo Feltran)

Frutos do mar? Chame o Paquito O restaurante Porta do Sol, campeão da especialidade peixes e frutos do mar no Litoral Sul, fica escondido nos fundos de um boteco no centro de Santos. Na cidade, todos se referem à casa por meio do apelido de seu proprietário, Francisco Carrera Rodrigues, o Paquito. É ele quem prepara o menu do dia, de acordo com os peixes mais frescos que encontra no mercado. Assim, podem se revezar pratos com bacalhau, meca ou pescada-cambucu, por exemplo. Sempre presentes, dois clássicos da casa são o risoto de polvo com brócolis (R$ 64,00, para duas pessoas, abaixo) e o camarão à saint jacques (empanado com catupiry, molho agridoce e risoto de cogumelo; R$ 60,00, para duas pessoas). Às sextas e sábados tem paella (R$ 85,00, para três pessoas).  Avenida São Francisco, 218, centro, Santos, tel. (13) 3233-3406.

paella_web_2143
(Foto: Leo Feltran)

De grão em grão O endereço em que é tirado o melhor expresso do Litoral Sul tem ares históricos. Trata-se da Cafeteria do Museu do Café, que ocupa há dez anos uma saleta no piso térreo do imponente prédio em que operou, de 1922 a 1957, a Bolsa Oficial do Café de Santos. Preparada com uma mistura de grãos cultivados no interior de São Paulo e no cerrado e sul de Minas Gerais, a dose custa R$ 2,30. Entre as opções geladas, o afogatto combina sorvete de creme, expresso, cobertura de chocolate e canela (R$ 7,50). Também estão à venda pacotes de café em grão ou em pó, moído na hora. O quilo sai a partir de R$ 30,00. Rua 15 de Novembro, 95, centro, Santos, tel. (13) 3219-7069.

Colarinho branco Às vésperas de completar cinquenta anos, o Heinz Bar e Choperia fatura o tricampeonato no Litoral Sul pelo chope e pela happy hour. Em uma rua com vocação boêmia, a um quarteirão da praia, os fregueses disputam espaço na varanda logo ao cair da tarde. No controle da chopeira está Adelson Martins de Jesus, que, com quase vinte anos de experiência, tira a cremosa bebida da Brahma a precisos 2 graus (R$ 4,50). Entre um gole e outro, escolhem-se receitas alemãs, caso da porção de salsichão com pão preto, molho de cebola e mostarda (R$ 17,00).  Rua Lincoln Feliciano, 104, Boqueirão, Santos, tel. (13) 3286-1875

happy hour_web_2143
(Foto: Leo Feltran)

Fonte: VEJA SÃO PAULO