Novela cult

"Vale Tudo" se despede (de novo)

No próximo dia 15 chega ao fim a reprise de uma das novelas de maior sucesso da teledramaturgia brasileira

Por: Iva Oliveira - Atualizado em

Beatriz Segall - Vale Tudo
O capítulo em que foi exibida a morte de Odete Roitman (Beatriz Segall), em 24 de dezembro de 1988 (véspera de Natal), registrou 81 pontos no Ibope, com picos de 92 (Foto: Bazílio Calazans)

Quando foi exibida pela primeira vez (1988/1989) a novela "Vale Tudo" conseguiu um feito: parar o país para discutir quem havia matado a personagem Odete Roitman (Beatriz Segall). A façanha só havia acontecido em 1978, em "O Astro", com o mistério sobre a morte de Salomão Hayalla.

Vinte e dois anos depois, a trama de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères conhece o sucesso novamente. Não com a mesma audiência, mas o suficiente para deixar o canal pago Viva, que exibe a novela de madrugada, em primeiro lugar entre as emissoras fechadas.

No próximo dia 15, o folhetim chega ao fim. Para matar a saudade antecipada, preparamos duas reportagens especiais, além de uma galeria de fotos mostrando as cenas mais marcantes da novela.

Confira abaixo o paradeiro de atores sumidos da TV como Lídia Brondi e Carlos Alberto Ricelli. Saiba ainda como atores consagrados como Beatriz Segall e Renata Sorrah encaram o repeteco do sucesso com a reprise e faça o nosso quiz sobre a trama.

Fonte: VEJA SÃO PAULO