Cidade

Gestante poderá pedir táxi e enviar conta à prefeitura

Projeto aprovado na Câmara Municipal depende agora da sanção do prefeito Fernando Haddad

Por: Veja São Paulo

gravida-latinstock
"Vale Táxi Gestante" foi aprovado pela Câmara Municipal (Foto: Latinstock)

Trinta e cinco projetos foram aprovados na sessão da Câmara Municipal de São Paulo realizada nessa terça (12). Entre a proibição da venda de foie gras e a restrição de carros no Minhocão aos sábados, os vereadores decidiram ainda pela criação do "Vale Táxi Gestante".

+ Vereadores proíbem produção e venda de foie gras

"A mulher que estiver prestes a dar à luz poderá ser atendida por um táxi", disse o vereador Jair Tatto (PT), autor da proposta. A ideia é que posteriormente o taxista seja reembolsado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. O projeto segue agora para a sanção do prefeito Fernando Haddad (PT).

+ Câmara aprova projeto que restringe carros no Minhocão aos sábados

Já em primeira votação, foram aprovados projetos para: suspensão do rodízio de veículos em caso de greve de ônibus, liberação da Zona Azul por uma hora para taxistas e gratuidade da tarifa intermunicipal de ônibus a integrantes das polícias Militar e Civil e da Guarda Civil Metropolitana (O Estado de S. Paulo).

Fonte: VEJA SÃO PAULO