Mistérios da Cidade

USP completa oitenta anos em 25 de janeiro

Mesmo no período de férias, universidade mantém uma série de atividades culturais, científicas e esportivas

Por: Mauricio Xavier (Colaboração de Helena Bertho)

USP - Universidade de São Paulo - show da fisica
(Foto: Marcos Santos/ USP Imagens)

Criada em 1934 por um decreto do então governador Armando de Salles Oliveira, a Universidade de São Paulo completa oitenta anos no dia 25 de janeiro. Com dez campi, a instituição atende 92 000 alunos sob a orientação de 5 860 professores em 249 cursos de graduação e 641 de pós.

Mesmo no período de férias, ela mantém uma série de atividades culturais, científicas e esportivas abertas à comunidade. Veja algumas das atrações programadas para o mês de janeiro.

Turismo no câmpus

Com cerca de 4 milhões de metros quadrados, a Cidade Universitária abriga faculdades, institutos, museus, hospitais, teatros e ginásios, entre outras coisas. Sua administração oferece passeios guiados pela área. Divididos por temas (abaixo), os tours são gratuitos e realizados de ônibus. Para participar, é preciso enviar o nome para o endereço girocultural@usp.br.

Visita panorâmica: apresenta os diferentes prédios das faculdades e conta detalhes da história do câmpus

Visita científica: o roteiro inclui o Museu de Anatomia Veterinária, o Museu Oceanográfico e o “Show de Física” (foto)

Visita cultural: visita à Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, ao Paço das Artes e ao Museu do Brinquedo

USP - Tenda Cultural - Universidade de São Paulo - USP (1)
(Foto: Joca Duarete)

Os prédios tombados

Sebastiana de Mello Freire, a dona Yayá, era uma senhora da alta sociedade que sucumbiu a uma doença mental nos anos 20 e ficou enclausurada em sua casa no Bixiga até morrer, em 1961. É lá que ocorre a mostra O Tempo das Construções, com imagens de dezenove locais administrados pela universidade que foram tombados (ou estão em processo de tombamento), como o palacete da Rua Major Diogo (veja outros abaixo).

USP - Construções Cepeusp em construção - Universidade de São Paulo - USP
(Foto: Acervo SEF-USP)

› Associação Atlética Acadêmica Oswaldo Cruz

› Centro de Práticas Esportivas (foto)

› Centro Universitário Maria Antonia

› Departamento de Mecânica da Escola Politécnica

› Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)

› Faculdade de Direito do Largo São Francisco

› Instituto Astronômico e Geofísico

› Museu de Zoologia

Tenda cultural na Praça do Relógio

Filmes, exposições e debates são algumas atividades da nova Tenda Ortega y Gasset, inaugurada em outubro na Praça do Relógio, ponto central da Cidade Universitária. Com 2 300 metros quadrados e projeto inspirado na Flip, de Paraty, já recebeu até uma apresentação de índios de uma tribo de Rondônia. Sua curadoria fica a cargo de três renomados professores: 

Lilia Schwarcz é antropóloga com estudos em populações afro-brasileiras

Maria Arminda do Nascimento Arruda é pró-reitora de Cultura e Extensão

Sérgio Miceli é sociólogo vencedor do prêmio da Capes de orientador da melhor tese de doutorado em sociologia de 2011

USP - Universidade de São Paulo - USP - corrida
(Foto: Divulgação)

Esporte nas férias

Durante o ano letivo, o Centro de Práticas Esportivas da Cidade Universitária é de uso exclusivo dos alunos, professores e funcionários da USP. No período de férias, porém, o complexo abre suas portas e oferece ao público geral uma série de atividades físicas (veja a lista abaixo). As aulas vão de 20 de janeiro a 13 de fevereiro e custam entre 50 e70 reais, dependendo da modalidade. Os interessados devem se inscrever no velódromo.

› Corrida

› Deep running

› Ginástica

› Hidroginástica

› Musculação

› Natação

› Treinamento funcional e fitness

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO