Memória

Filme retrata história do último cinema ao ar livre do país

Na capital, um dos principais drive-ins da cidade foi o Auto Cine Chaparral, aberto em 1971

Por: Maurício Xavier

auto cine chaparral
A fachada do local, em 1986: capacidade para 180 carros (Foto: OSWALDO LUIZ PALERMO/ESTADÃO CONTEÚDO)

A comédia dramática O Último Cine Drive-In, do diretor Iberê Carvalho, estreou na capital há duas semanas. Ela retrata a história do derradeiro cinema ao ar livre ainda em funcionamento no país (o negócio opera em Brasília). Esse tipo de estabelecimento para assistir aos filmes de dentro do carro, popular nos Estados Unidos nos anos 50, chegou a São Paulo duas décadas depois.

+ Trinta anos após passagem pela capital, Menudo está de volta

Um dos principais drive-ins da cidade foi o Auto Cine Chaparral, inaugurado em 1971 na Marginal Tietê, próximo à Ponte do Tatuapé. Com uma tela de concreto com 240 metros quadrados, tinha capacidade para 180 veículos — estes estacionavam ao lado de pequenos postes com uma caixa de som que transmitia o áudio dos longas.

memória 2
A tela de 240 metros quadrados: estações de áudio ao lado dos veículos (Foto: OSWALDO LUIZ PALERMO/ESTADÃO CONTEÚDO)

+ Após dois anos, churrascaria Rodeio conclui obra de 2 milhões de reais

O local também servia lanches e era muito procurado por casais. Em declínio, fechou as portas em meados dos anos 80. Em 2013, o Sesc Osasco criou um projeto com o mesmo nome para exibir películas no seu estacionamento. Neste sábado (29), estará em cartaz O Castelo Animado, um desenho japonês.

Fonte: VEJA SÃO PAULO