Superprodução

Confira todas as novidades sobre "As Aventuras de Pi"

Novo longa de Ang Lee apresenta jornada de sobrevivência de um jovem indiano e um tigre-de-bengala

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

As Aventuras de Pi
'A Vida de Pi': um jovem e um tigre dividem um bote salva-vidas no novo longa de Ang Lee (Foto: Divulgação)

Ang Lee é um dos cineastas mais criativos de sua geração. Das comédias românticas, (Razão e Sensibilidade), o cineasta mesclou um amor proibido com artes marciais (O Tigre e o Dragão) e até a celeuma provocada pelo Festival de Woodstock, nos anos 60 (Aconteceu em Woodstock). Depois de quatro anos trancado em estúdio, o diretor surpreende novamente a plateia com As Aventuras de Pi, que chega aos cinemas brasileiros na sexta-feira (21).

+ Leia mais sobre cinema

No longa, o jovem Piscine Molitor, ou simplesmente Pi, é um indiano cujos pais são donos de um zoológico. Eles decidem, então, sair da Índia e continuar a vida no Canadá. Para tanto,  enchem o porão de um navio com seus animais e pertences e avançam pelo Pacífico. Durante a viagem, o navio afunda e o jovem é o único sobrevivente. Ou melhor: ele pensa ser o único sobrevivente, até descobrir que seu bote salva-vidas também abriga um feroz tigre-de-bengala.

Filmado em 3D e com a técnica live-action – em que o ator contracena contra um fundo azul, que depois é preenchido digitalmente com paisagens e até outros personagens – o filme contém imagens impressionantes e segue como um  dos prováveis indicados ao Oscar.

INSPIRAÇÃO BRASILEIRA

Antes de Ang Lee assumir o projeto, outros diretores como M. Night Shyamalan e Alfonso Cuarón foram cotados para dirigir As Aventuras de Pi. O filme é baseado num livro homônimo do canadense Yann Martel, que por sua vez, se inspirou num conto do brasileiro Moacyr Scliar (1937-2011) para escrever. Na história do gaúcho, um judeu foge da Alemanha e sobrevive ao naufrágio de um cargueiro que levava animais para o Brasil e é obrigado a viver em alto-mar acompanhado de uma onça.

Confira abaixo mais informações sobre o filme.

Fonte: VEJA SÃO PAULO