Cidades

Trinta coisas que só quem mora em Moema vai entender

O trânsito dos manobristas, o amor pelos pastéis do Bar do Giba e a confusão com os nomes das ruas fazem parte do cotidiano de quem mora no bairro

Por: Gabriela Boccaccio - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Quem mora em Moema sabe o que é não ter nenhum metrô por perto -  só um aeroporto. Você pode pertencer tanto ao lado pássaros ou índios. Sair de carro implica pegar o trânsito causado pelos manobristas, mas você sabe que isso é um sinal de que a região está cheia de restaurantes (ainda bem).

Confira as trinta coisas que só quem mora em Moema vai entender:

1) Reclamar que ninguém usa a ciclofaixa.

Moema
A ciclofaixa da discórdia (Foto: Milton Jung)

2) Mas usar a de faixa lazer aos domingos e feriados e achar legal =)

3) O taxista sempre pergunta “é antes ou depois da Avenida Ibirapuera?”.

Táxi - mistérios da cidade
(Foto: Icaro Lima Verde/ Estadão Conteúdo )

4) Ou outra clássica: “É lado pássaros ou índios?”.

+ Dez dicas de passeio para se sentir na Espanha

5) Sempre ouvir dos seus amigos “ é Jurucê ou Jurupis?”, "Anapurus ou Arapanés?".

6) Não conhecer as tribos que nomeiam as ruas. Ops.

+ 25 motivos para amar Moema

7) Comer na Alameda dos Arapanés, afinal lá tem Aoyama, Applebee's, Tony Roma's, Burger Lab Experience, Stop Dog e Koban.

Tony Roma's
Restaurante Tony Roma's: concorrência para o Outback e o Applebee's (Foto: Artur Bragança)

8) Mas sempre reclamar do trânsito da rua por causa dos manobristas (não se pode ter tudo, não é).

9) Pagar R$ 25,00 no valet sabendo que ele vai parar seu carro na rua, fazer o que?

10) Não parar o carro na rua, porque significa caçar algum lugar que venda Zona Azul.

Zona Azul 1
(Foto: Lucas Lima)

11) Coisa boa: você pode muito bem abrir mão do carro e fazer os passeios a pé. As ruas são planas e arborizadas.

12) Às vezes andar não basta, você tem que correr pra pegar o farol da Avenida Ibirapuera aberto (ele sempre está fechaaando).

Moema - 2202a - Avenida Ibirapuera
Avenida Ibirapuera, na altura da Igreja Nossa Senhora Aparecida, em Moema (Foto: Fernando Moraes)

13) Quem está de carro pode demorar uns bons minutos pra atravessar a avenida também.

14) Ou ficar parado na hora de pegar os desvios por causa das obras do metrô.

Metrô
O metrô ainda é uma realidade distante para quem mora em Moema (Foto: Marcelo Kura)

15) Falando em metrô, essa linha é uma lenda? Haja obras!

+ Dez lugares não tão óbvios em São Paulo

16) Você sempre vai reclamar que não adianta marcar encontro com os amigos no metrô! Afinal, o mais perto é o Santa Cruz.

Moema
Não temos metrô, mas temos aeroporto (e o barulho dos aviões) (Foto: Alexandre Glesbrecht)

17) Mas tudo bem, você pode dizer que mora perto do aeroporto de Congonhas e já está acostumado com o barulho dos aviões.

18) Tem um shopping bem pertinho, o Shopping Ibirapuera.

19) Só que lá não tem cinema =(

20) Sendo otimista, não há problemas: sempre tem as lojinhas de rua no lado pássaros, como a Bo.Bô e os outlets da Lacoste e Jogê

Fôrma de Pudim
Fôrma de Pudim: loja dedicada ao doce na Rua Normandia (Foto: Mario Rodrigues)

21) Inclusive a Rua Normandia, que é um charme e tem até um local especializado em pudim: o Fôrma de Pudim.

22) Admita que você já foi na Shoestock (e depois reclamou da fila interminável do manobrista).

Shoestock
(Foto: Divulgação )

23) Você faz suas compras no Emporium São Paulo

24) E já fez unha e depilação na Depil In Natura

Unhas em gel
(Foto: Divulgação)

25) Você pode comer pizza sem fazer um mínimo esforço, afinal tem Bráz, 1900, Dona Firmina, Camelo e Pizza Bros, aê!

26) O pastel do Bar do Giba e o chope do Original fazem parte do seu roteiro gastronômico, você é um sortudo.

Comer e Beber 2013 - Bar do Giba
Pastel do Bar do Giba é parada obrigatória (Foto: Mario Rodrigues)

27) Já usou o babador e saiu com o cheiro de carne do Bar do Juarez? Eu já.

28) Como não estranhar quando vê que na verdade mora na Vila Uberabinha ou em Indianópolis?!

arvore moema 3
Moradores impediram que a derrubada continuasse (Foto: Reprodução)

29) Aceitar que o bairro fica alagado e intransitável quando chove. Fato: uma árvore sempre vai cair, sempre no seu caminho de casa.

30) Você nunca vai achar vaga fácil para ir no Baccio di Latte? Nunca. Mas como é bom ter uma sorveteria boa no bairro.

Fonte: VEJA SÃO PAULO