cidades

35 coisas que só quem é de Santos vai entender

Ouvir músicas do Charlie Brown Jr., pegar trânsito no feriado no Sistema Anchieta-Imigrantes e odiar turistas que sujam a praia: tudo que define o morador da cidade

Por: Bárbara Öberg e Fábio Lemos Lopes - Atualizado em

Santos
Orla da praia: referência para os santistas (Foto: Divulgação/SETUR)

Os santistas já cansaram de explicar para os outros que o escritório deles não é na praia (como diz o cantor Chorão) e que, mesmo trabalhando pertinho dela, não costumam ter tempo para ir todos os dias. Talvez até tenham uma boa vista quando estão se locomovendo pela cidade de carro ou de bicicleta -  sim, a ciclovia é um orgulho para todos os moradores. Além disso, quando recebem visitas adoram apresentar a cafeteria do Museu do Café, o bonde turístico e, é claro, a churrascaria Tertúlia.

+ Santos: um guia para curtir a maior cidade do litoral paulista

Confira as 35 coisas que só quem é de Santos vai entender:

1) Chama quem não é do litoral de paulista, até mesmo (e principalmente) o paulistano. Detalhe: o santista odeia e não aceita ser chamado de paulista.

2) O-D-E-I-A pegar trânsito no Sistema Anchieta-Imigrantes em feriados prolongados. Em situações como essa, santista de verdade desce ou sobe a serra resmungando sobre a injustiça de ter de utilizar a Anchieta, pois o paulista (ops, paulistano) é sempre beneficiado com as pistas da Imigrantes. Claro, também reclama do preço do pedágio.

3) Nem todos assumem publicamente, mas adoram e sabem cantar todas as músicas da banda Charlie Brown Jr. Amando ou odiando o estilo do Chorão, os moradores da cidade sentiam orgulho ao ouvir o nome de Santos em entrevistas e nas letras das canções.

4) Quando questionado onde mora, não fala o bairro, mas o canal.

5) Quer dar uma aula de geografia para quem confunde outras praias do litoral com Santos (nunca fale para um santista que Boqueirão fica na Praia Grande).

6) Em feriados, costuma ficar muito irritado com a farofada feita nas praias e a sujeira deixada pelos turistas.

7) Fica revoltado com eventos que fecham a avenida da praia e provocam congestionamento pela cidade, como as provas de  triatlo e ciclismo.

Natal Santos
Decoração na orla da praia de Santos: estranha e curiosa (Foto: Reprodução)

8) Reclamam todo ano da decoração natalina estranha e até curiosa.

9) Sabe que usa o pronome pessoal "tu" de forma errada, mas adora falar assim.

Patinação Santos
Patinação artística: esporte muito praticado na cidade (Foto: Reprodução)

10) A maioria da crianças, principalmente as meninas, já fizeram aulas de patinação artística.

11) É membro ou já foi de algum clube da cidade, como o Tênis, o Ingleses e o Internacional de Regatas.

12) Sabe que Senadinho não é um encontro de apaixonados por política, mas sim uma matinê que acontecia no Clube Internacional de Regatas.

13) O dialeto da padaria em Santos é outro. Pão francês é média, enroladinho de presunto e queijo é mistinho e detalhe: somente em Santos é vendido pão de cará, apesar de não ser feito com a raiz.

14) Ao sair da balada já fez uma parada no quiosque do Romildo Lanches.

Especial Desce a Serra - Heinz - Santos
Mesas lotadas no Heinz: o bate-papo começa à tarde e não tem hora para terminar (Foto: Veja São Paulo)

15) Assim como seus pais, não abandona bares clássicos que não saem de moda, como Presidente, Surf Dog e Heinz.

16) Assiste aos jogos e come feijoada no Vitchola aos sábados, mas (muitos) não sabem que o bar se chama Bardovic.

17) Já foi andar de skate, bicicleta, patins ou triciclo na Fonte do Sapo.

18) No fim de semana, andam de chinelo o dia inteiro e para fazer qualquer coisa (ir ao shopping, restaurante, cinema...).

19) Tem uma foto de criança montado na estátua de leão que fica no jardim da orla, logo após a Praça das Bandeiras, no sentido São Vicente.

Leão Branco Santos
Foto no Leão: cartão-postal santista (Foto: Divulgação)

20) Tem um orgulho imenso da ciclovia que acompanha a orla da praia, canais e chega até o centro. Fica com vontade de atropelar pessoas que ficam desfilando pela via.

21) Já tomou uma vitamina e comeu a clássica torta de banana do Sevilha.

22) Sabem que Gabriel Medina é o primeiro brasileiro campeão mundial de surfe, mas falam com orgulho que Picuruta Salazar é o surfista com o maior número de títulos no esporte.

23) Durante um passeio na praia sempre toma um suco da Isa no canal 3, uma água de coco nos quiosques ou um suco de abacaxi com limão.

24) Já tomou sorvete na Sorveteria Itanhaém, café na Cafeteria do Museu, comeu pastel no Bar do Carioca e o bolinho de bacalhau do Toninho (mesmo sabendo que existem melhores na cidade).

25) Frequentou e lembra com saudosismo das casas noturnas Lofty, Zoom, Reggae Night, Mythos, Planet Z, Millenium, e Breezy. Já pegou a balsa para o Guarujá e pagou uma fortuna de táxi para chegar na Taboo, Café del Mare e Target.

26) Todos, sem exceção, já foram ou ainda vão ao Moby Club (para os mais velhos, a eterna pizzaria A Baleia).

27) Não suporta as filas do cinema Roxy em dia de estreia.

28) Mas prefere frequentar o tradicional cinema de rua, ao invés de ir nas salas instaladas nos shoppings.

29) Quando criança, o passeio preferido nos fins de semana era ir ao Aquário e ao Orquidário.

Santos
Praça da Independência: ponto de comemorações (Foto: Divulgação)

30) Em qualquer comemoração futebolística corre para a Praça da Independência, no "coração do Gonzaga".

31) E sempre se questiona por que as pessoas falam "coração do Gonzaga" para se referir sobre um pedaço específico deste bairro no Canal 3.

32) Por falar nisso, chama Vila Rica de bairro, mesmo sabendo que esse pedaço formado por algumas quadras, na verdade, faz parte do bairro Boqueirão. 

33) Explica com detalhes para os turistas o caminho até a Vila Belmiro, mesmo os que nunca entraram no estádio do Santos.

34) Já andou de bonde no centro histórico da cidade.

35) Reclama muito dos problemas da cidade, mas N-U-N-C-A. deixa pessoas que não nasceram lá criticarem o município. Afinal, santista considera Santos a melhor cidade do mundo =)

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO