Mistérios da Cidade

Trecho na Marginal Pinheiros provoca “rasteiras” em caminhões

Acidente de terça (28) não foi o primeiro no local. Apontado como responsável, caimento na pista serve para escoar água da chuva

Por: Maurício Xavier [Com reportagem de Nathalia Zaccaro e Raphael Martins]

Mistérios - A curva das carretas tombadas
Outros dois acidentes do tipo aconteceram na mesma região, logo depois da Ponte Eusébio Matoso (Foto: Marcos Bezerra / Estadão Conteúdo)

Com 40 toneladas e carregada de plástico, uma carreta tombou na manhã de terça (28) na pista expressa da Marginal Pinheiros, sentido Castello Branco, poucos metros após a Ponte Eusébio Matoso (foto). Por volta das 7 horas, a lentidão na região chegava a quase 6 quilômetros, a partir da Ponte do Morumbi.

Apesar de parecer inusitada, a cena ocorreu outras vezes no trecho, famoso por provocar “rasteiras” em caminhões. Situações quase idênticas aconteceram nos dias 24 de outubro e 1º de junho do ano passado. A razão para os seguidos acidentes é um desnível para escoamento de água: na época da construção da Marginal, nos anos 60, era comum que as vias fossem projetadas com caimento para os dois lados. “Como a curva é para o lado esquerdo, os veículos são literalmente lançados para fora”, diz o especialista em trânsito, Sergio Ejzenberg.

Por causa do perigo constante, a velocidade máxima na região é até mais baixa, de 60 quilômetros por hora, em vez dos tradicionais 90 (para carros) e 70 (caminhões).

Fonte: VEJA SÃO PAULO