Beleza

Inverno é a estação mais adequada para começar um tratamento estético

Técnicas de rejuvenescimento, combate a celulite e gordura localizada e tratamentos com laser são os queridinhos da temporada, que é a mais indicação quando o assunto é cuidar da beleza

Por: Tatiana Izquierdo e Sophia Braun

Dr Jardis Volpe
Dr. Jardis Volpe: 30% a mais de atendimentos durante o inverno (Foto: Mario Rodrigues)

Apesar de o corpo bronzeado ser costumeiramente associado a uma aparência saudável, a exposição excessiva ao sol é um dos principais vilões da pele. A falta de proteção apropriada à radiação pode causar manchas, rugas e linhas finas no rosto. E há consequências mais severas após um procedimento estético. Por isso, é comum aproveitar a temporada de inverno para realizar intervenções no rosto e no corpo. Boa parte dos principais tratamentos, como os de redução de estrias e celulite, exige que o paciente se exponha menos ao calor durante o período de recuperação. Assim, enquanto julho é considerado um mês de férias para muitos paulistanos, nas clínicas de dermatologia trabalha-se como nunca. “O movimento em nosso endereço sobe em torno de 30%”, estima Jardis Volpe, um dos nomes mais estrelados dessa área, à frente do espaço com seu nome no Jardim Paulista. Os consultórios de cirurgia plástica chegam a registrar correria ainda maior. Na Clínica Maddarena, no Alto da Boa Vista, na Zona Sul, por exemplo, o número de atendimentos dobra entre junho e agosto. “É a nossa alta temporada”, afirma o cirurgião Vitorio Maddarena, proprietário do negócio. Por ali, uma fatia importante da clientela busca, curiosamente, procedimentos não cirúrgicos. “O tratamento contra manchas é um dos mais procurados.”

+ Saiba tudo sobre o assunto no Beleza de Blog

Aparelhos de alta tecnologia são renovados para atingir resultados eficazes também na redução de gordura e flacidez do corpo. No combate às estrias, uma das estrelas da atual temporada é uma técnica israelense que, por meio de agulhas banhadas em ouro, estimula a produção de colágeno na área afetada (confira abaixo essa e outras novidades). “A demanda por esses serviços parte tanto de mulheres que não têm tempo disponível para ficar de repouso quanto de homens em busca de resultados mais naturais”,explica Volpe. A depender da expectativa do paciente, porém, a cirurgia plástica pode atingir resultados mais precisos e duradouros. “O médico tem de analisar cada caso e identificar a melhor abordagem”, diz Maddarena.

beleza-corpo-tratamentos
Tratamentos mais procurados para o corpo combatem a celulite, gordura localizada e estrias (Foto: Getty Images)

PARA O CORPO

O fim das estrias

Incomodada com as estrias? O EndyMed promete tratar desse problema com o que há demais moderno na tecnologia israelense. Uma ponteira especial com 25 agulhas banhadas em ouro promove o microagulhamento da pele e estimula a produção de colágeno na área afetada. “Não sangra e dispensa o tempo usual de descanso para a região voltar ao normal”, explica a médica Áurea Lopes. Em até três sessões já é possível não enxergar mais as estrias. O diferencial é que a pele não descama e não cria edemas. “Os resultados são surpreendentes.”

› Clínica All+. Rua Pequetita, 215,14º andar, cj. 141, Vila Olímpia, ☎ 3045-9792. A partir de 1 500 reais a sessão.

Tchau, gordura localizada

Reduzir medidas e flacidez numa tacada só. Essa é a promessa do novo TightSculpting, dispositivo de laser que desmancha a gordura por hiperaquecimento e promove a contração da pele. “Ele é eficaz porque atua em grande profundidade”, diz o dermatologista Jardis Volpe, que acaba de receber o aparelho em sua clínica, no Jardim Paulista. O procedimento promete ser indolor e exige até quatro sessões mensais de uma hora e meia. Os resultados aparecem quinze dias depois da primeira aplicação. Ao contrário do que possa parecer, não se trata de uma máquina de emagrecimento. “Funciona em casos de sobrepeso leve e gorduras localizadas que custam a sair só com dieta e exercícios”, diz Volpe.

› Clínica Volpe. Rua Bento de Andrade, 431, Jardim Paulista, ☎ 3889-9582.3 000 a 3 500 reais cada sessão.

 

PARA O ROSTO

Lifting sem cirurgia

Dra Vivien Yamada - Ulthera
Dra Vivien Yamada: pacientes procuram tratamentos estéticos para o rosto que não sejam tão invasivos quanto a cirurgia plástica. (Foto: Divulgação)

Fugir da intervenção cirúrgica tem sido o principal pedido dos pacientes da dermatologista Vivien Yamada. Para isso, ela recorreu à tecnologia do Ulthera, que age na pele através de ondas de ultrassom microfocado. “É o que temos de mais moderno e eficaz para levantar rosto, pescoço e colo.” A tecnologia age estimulando a produção de colágeno por meio da elevação da temperatura da pele.

› Clínica Haute. Rua Joaquim Floriano, 533, 14º andar, Itaim Bibi, ☎ 3073-0290,a partir de 2 900 reais a sessão.

Pele de porcelana

Enquanto não se descobre a fonte da juventude, tratamentos com laser são usados para reverter o aspecto cansado do rosto. A apostado momento é o Spectra Lumina, que combate poros dilatados e remove manchas e olheiras. Recomenda-se realizar seis sessões de trinta minutos, com intervalos de até quinze dias. “O efeito começa a ser percebido logo após as aplicações”, diz a dermatologista Mônica Aribi. “Como a pele não fica vermelha, o paciente pode manter a rotina.”

› Clínica Mônica Aribi. Avenida Angélica, 2491, sala 125, Higienópolis, ☎ 3673-9806.4 500 reais por seis sessões.

SPECTRA Lumina
Spectra Lumina: pele do rosto feito porcelana com seis sessões do tratamento (Foto: Divulgação)

O que vem por aí: técnicas desenvolvidas fora do país com chegada prevista às clínicas daqui nos próximos meses

Sem vermelhidão no rosto

O difundido laser de CO2 fracionado, usado para rejuvenescer a pele do rosto, ganhará um concorrente de peso até o fim deste mês. Menos agressivo, o TwinLight promete resultados eficazes no tratamento de rugas, sem deixar a pele muito vermelha e com rápida recuperação. Cada sessão deverá custar 2 000 reais.

Com fios, mas sem cortes

Técnicas de lifting com fios demandam várias picadas de agulha. O UltraV Lift, criado na Coreia do Sul, usa um único furo em cada lado do rosto para inserir vários fiozinhos, que reposicionam o tecido facial. O materia lé absorvido naturalmente pelo corpo. Deve chegar por aqui em julho ao custo médio de 10 000 reais.

Ataque à celulite

Muito usada para combater o problema, a máquina VelaShape ganhou uma versão mais incrementada e eficiente. Atuando na quebra das células de gordura, promete também reduzir a circunferência abdominal em até 2,6 centímetros em seis sessões.Os consultórios devem receber o aparelho até o fim de 2016.

Fonte: VEJA SÃO PAULO