Esporte

Um tour pela Baixada Santista

Os grandes marcos do futebol espalhados pela cidade e outras atrações turísticas que valem a descida da serra

Por: Erich Beting, Rodolfo Rodrigues, Marília Ruiz e Raquel Grisotto

Santos 2265 - Memorial das Conquistas
Pequenos turistas japoneses no Memorial das Conquistas, na Vila Belmiro: a segunda atração mais visitada do município (Foto: Antonio Milena)

Desde janeiro, o Memorial das Conquistas, que reúne o maior acervo dos 100 anos de história do Peixe, tem recebido em média 650 pessoas por dia. É um público 40% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Com centenas de troféus, camisas, fotografias e vídeos, o museu, que fica dentro da Vila Belmiro, já é a segunda atração mais procurada da cidade — perde apenas para o Aquário Municipal, considerado um dos maiores da América do Sul. “É difícil saber quantas pessoas têm nos visitado só por causa do futebol”, diz Wânia Seixas, ex-secretária de Turismo de Santos. “Mas o time é certamente um de nossos maiores atrativos, principalmente no exterior.” Dos 115.000 fãs que foram à Vila em 2011 apenas para conhecer suas instalações, cerca de 20% eram estrangeiros.

+ 100 anos de história do Santos

+ Seis lugares bacanas para almoçar e jantar em Santos

+ Lugares para sair e beber com os amigos na Baixada

+ Três passeios para conhecer a vida marinha

Com pouco mais de 419.000 habitantes, ruas planas, intermináveis jardins à beira-mar, dezenas de bons bares e restaurantes, Santos é um município pequeno e charmoso. Lá, o convívio entre ídolos e torcedores se tornou algo quase corriqueiro. “Andar a pé por aqui é muito agradável”, diz Edu Dracena, zagueiro e capitão da equipe. “Sempre que posso, levo meu filho para a escola caminhando ou vou passear com ele pela orla.” O meia Elano também virou adepto dos passeios à beira-mar. “Costumo dar uma parada na altura dos canais 3 ou 6 para uma partida de futevôlei”, conta. Escolhida como sede para as operações da Petrobras no pré-sal e com um projeto engatilhado para a expansão de seu porto — duas notícias que aumentam as perspectivas de geração de emprego e riqueza —, a terra natal de José Bonifácio, Mario Covas e Martins Fontes vive uma fase tão boa quanto a do seu principal time.

Santos 2265 - Aquário de Santos
O aquário de Santos: passeio para crianças e adultos (Foto: Divulgação)

O campeão de audiência entre os turistas, o Aquário, ficou fechado por dois anos para uma reforma concluída em 2006. No ano passado, 580.000 pessoas visitaram suas instalações. Com tanques de água doce e salgada, exibe mais de 4.000 animais aquáticos em ambientação que remete ao habitat natural das centenas de espécies. O centro histórico, que passou por um grande processo de revitalização, é outra parada obrigatória. Diariamente, um bonde leva turistas por um roteiro que inclui vários pontos de interesse cultural, como o Outeiro de Santa Catarina, marco da fundação da Vila de Santos, e a Casa da Frontaria Azulejada, antiga residência e armazém de um comendador português. A fachada com milhares de azulejos em alto-relevo dá a medida da opulência do fim do século XIX, graças à riqueza gerada pelo café.

Santos 2265 - Puerto de Palos
O restaurante Puerto de Palos: eleito um dos melhores da região pela VEJA "Comer & Beber" (Foto: Ligia Skowronski)

Para quem aprecia a boa gastronomia, há ótimos motivos para descer a serra. Um dos destaques é o Puerto de Palos, eleito um dos melhores restaurantes da região na última edição de VEJA “Comer & Beber” dedicada ao Litoral Paulista. No comando da casa está o portenho Fernando Moscovich, que recebe os clientes numa área ajardinada, bastante disputada em dias de céu aberto. O cardápio é dominado por cortes e receitas argentinos, como tapa de quadril e bife de lomo. Nem ali dá para fugir do futebol. O ponto é o predileto de vários craques do Santos.

■ Aquário de Santos. Praça Luiz La Scalla, s/nº, tel.: (13) 3278-7830. 9h/18h45 (seg. a sex.); 9h/19h45 (sáb., dom. e feriados). Grátis (crianças até 12 anos) e R$ 5,00. Pagamento somente em dinheiro.

■ Memorial das Conquistas. Rua Princesa Isabel, 77, Vila Belmiro, tel.: (13) 3257-4099. De terça a sábado, das 9h às 19h; aos domingos, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 19h. R$ 6,00 a R$ 10,00.

■ Puerto de Palos. Rua Luís de Farias, 64, Gon zaga, tel.: (13) 3289-3394. 12h/15h e 19h/0h (sáb. almoço até 16h e jantar até 1h; dom. só almoço até 18h). www.puertodepalos.com.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO