Brasil

Tornado em Santa Catarina deixa mais de mil desabrigados

Duas pessoas morreram e 40 estão internadas após ventos de até 250 quilômetros por hora terem atingido a cidade de Xanxerê

Por: Estadão Conteúdo

 

Tornado Santa Catarina
Destruição no interior do município de Xanxerê (SC) (Foto: Folhapress)

O rastro de destruição deixado pelo tornado que atingiu Xanxerê, região oeste de Santa Catarina, na tarde de segunda (20) espalha-se por sete bairros do município de 47 000 habitantes. Duas pessoas morreram, mais de cem foram hospitalizadas, 40 continuam internadas e três estão em estado grave. Há cerca de 1 000 desabrigados. Mais de 158 000 casas estão sem energia em 19 municípios. 

Entre as vítimas em situação delicada está o menino Gabriel, de 4 anos, encontrado com vida pelos Bombeiros sob o corpo de seu pai, o motorista Alcimar Sutil, de 33 anos, que morreu debaixo dos escombros após sua casa desabar. Alcimar ainda conseguiu salvar sua mulher e sua filha caçula, de 3 meses, mas não teve tempo de retirar Gabriel antes que a residência viesse abaixo. O menino está internado em coma induzido no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó.

De acordo com a Polícia Militar, o pedreiro Deonir Conin, de 31 anos, é a outra vítima fatal da tragédia no Oeste catarinense. Ele estava trabalhando em uma obra no momento em que o tornado arrasou a cidade.

+ Homem cai de ponte na Marginal Tietê

O governador do estado, Raimundo Colombo, deve visitar a cidade ainda hoje. A Defesa Civil solicitou ajuda do Exército. Dez caminhões e cem militares foram deslocados para a região. Estima-se que 2 500 casas tenham sido destruídas. Em toda região, mais de 200 mil residências continuam sem energia elétrica. Cinco torres de transmissão foram derrubadas em decorrência do fenômeno. O restabelecimento da luz deve ocorrer em até três dias.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) calcula que o tornado tenha chegado a cerca de 250 quilômetros por hora, o que caracteriza um fenômeno F2 - a escala Fujita vai de F0 a F5.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO