Restaurantes

Tordesilhas: o melhor brasileiro

Por: Arnaldo Lorençato - Atualizado em

Pato no tucupi na companhia de farinha-d'água: clássico da culinária amazônica preparado com brilho
Pato no tucupi na companhia de farinha-d'água: clássico da culinária amazônica preparado com brilho (Foto: Mario Rodrigues)

A chef Mara Salles mostra cada vez mais apuro nos resultados obtidos na cozinha. Acerta particularmente em clássicos regionais, caso do tenro e marcante pato no tucupi servido com farinha-d'água (R$ 70,00). Mesmo tão distante da Amazônia, o jambu usado na receita conserva o frescor e todo o poder anestésico que pode conter essa verdura. Também se mostra interessante o menu intitulado "Tem mas tá acabando" (R$ 80,00), lançado neste mês para promover ingredientes de produção artesanal. Do Espírito Santo vêm os crustáceos usados na casquinha de siri. Em seguida, o trio de carnes do sertão compõe-se de charque de lagarto, carne de sol de coxão-duro e carne de fumeiro (defumada no Recôncavo Baiano). De guarnição, recebe vinagrete de maxixe, feijão-manteiguinha de Santarém e farinha de mandioca da Bahia. No arremate, chega a graviola com merengue de jatobá e crocante de sementes de cacau. Para abrir a refeição, a dose da cachaça mineira Lua Cheia custa R$ 8,00. Cuidados como esses garantiram a sexta vitória ao restaurante em treze anos de premiação.

Rua Bela Cintra, 465, Consolação, 3107-7444 (90 lugares). 12h/15h e 19h/0h (sáb. almoço até 17h; dom. só almoço até 17h; fecha seg.). Cc.: todos. Cd.: todos. Cr.: todos. Estac. c/manobr. (R$ 13,00). Tem vinho em taça e permite levar seu vinho (R$ 30,00 c/restrição). www.tordesilhas.com. Aberto em 1990. $$ (de R$ 51,00 a R$ 75,00)

Fonte: VEJA SÃO PAULO